"TODA SOCIEDADE SE AFERRA A UM MITO E VIVE POR ÊLE. O NOSSO MITO É O DO CRESCIMENTO ECONÔMICO"- Tim Jackson

sábado, 31 de março de 2012

REFLEXÕES APLICÁVEIS A TODAS AS CAMPANHAS

O que faltou nos debates políticos
Leonardo Boff

Nos debates políticos da campanha presidencial, temas fundamentais sequer foram tocados como: que papel o Brasil vai desempenhar diante do horizonte sombrio que se está armando, para os próximos anos, sobre o planeta Terra com a acelerada exaustão de bens e serviços naturais e a gravidade dos eventos extremos de secas, enchentes e desertificação crescente, sem falar dos milhões de refugiados climáticos que não param de crescer?

Somos um país com vantagens comparativas inigualáveis em termos de água, de florestas úmidas, de biodiversidade e de fontes de energia alternativa e limpa, entre outras. Tais vantagens implicam uma responsabilidade irrenunciável de nossa parte, no sentido de ajudar nações em crise e na busca do equilíbrio perdido do sistema-Terra. Sobre tais questões quase nada se falou, à exceção de Marina Silva. Não queremos que se torne verdade o que advertiu recentemente o físico Stephen Hawking:”O ser humano precisa abandonar a Terra nos próximos 100 anos ou tornar-se uma espécie extinta”.

O Brasil está repleto de contradições. Por um lado, participa da tragédia global da humanidade pelas injustiças sociais que carrega e, por outro, possui todos os ingredientes para uma alternativa civilizatória de significado universal, como já o apontava, há tempos, o senador Cristovam Buarque.

Além de significativa contribuição ecológica que pode oferecer, vejo, entre tantos valores relevantes de nossa experiência como povo, dois que podem configurar positivamente a fase planetária da humanidade: nossa criatividade o nosso capital de esperança.

A criatividade pertence à essência do ser humano pois ele não é um ser pronto, mas está sempre por fazer. Criatividade supõe capacidade de improvisação, descoberta de saídas surpreendentes e espontaneidade na ruptura de tabus ligados a certas tradições. Penando sob a colonização e a escravidão, o povo inventou mil formas de dar um jeito na vida, de resistir, de negociar, de protelar e de sobreviver, nunca perdendo o sentido de humor, de festa o o encantamento pela vida.

Bem dizia Celso Furtado:“uma sociedade só se transforma se tiver capacidade para improvisar…ter ou não acesso à criatividade, eis a questão” (O longo amanhecer 1999 pp. 79 e 67). A maioria dos gestores públicos não sabe valorizar esse enorme potencial criativo do povo e democratizá-lo para todos.

No mundo globalizado, faz-se urgente a criatividade para dar uma moldura diferente a esse fenômeno inédito. Há o risco de que seja mais do mesmo, prolongando o velho paradigma, baseado na dominação dos outros e da natureza, sempre em benefício dos mais fortes e opulentos.

Depois, há o superávit de esperança, própria da alma brasileira. A esperança é a última que morre. É por ela que temos a confiança de que Deus escreve direito por linhas tortas. A esperança projeta continuamente visões otimistas. “Um dia a coisa vai mudar...se Deus quiser” ouve-se frequentemente na boca do povo. Nossas canções estão perpassadas de esperança. Assim cantam as comunidades eclesiais de base: “virá um dia em que todos, ao levantar a vista, veremos nesta terra, reinar a liberdade”. Essa aura de esperança permite relativizar e tornar suportáveis os dramas que milhões padecem. Por causa da esperança de que o inesperado pode ocorrer, resistem e se organizam para torná-lo real e não deixá-lo apenas mera utopia que é a má utopia.

A crise econômico-financeira de 2008 projetou, por todas as partes, uma nuvem escura da desesperança principalmente entre os pobres, cujo numero cresceu em 200 milhões. Se não houver esperança de dias melhores através de políticas mundiais de solidariedade e de corresponsabilidade coletiva, conheceremos a violência da insurreição das vítimas e da repressão dos poderosos, de dimensões inimagináveis.

A carga utópica que caracteriza a cultura brasileira que se traduz por inarredável confiança no futuro com algo promissor e benfazejo, poderá ajudar a remover a sensação de impotência e a superar a cultura do cinismo. O Brasil pode ser o antecipador da “Terra da boa Esperança”(Ignace Sachs), de uma civilização biocentrada, cordial e ecumênica.
LEONARDO BOFF

DESENCARNOU JUNTO AOS SEUS FAMILIARES, EDERALDO GENTIL,UM DOS MAIORES SAMBISTAS DO NOSSO TEMPO

Um dos maiores nomes do samba baiano, morreu por falência múltipla de órgãos
Morreu na sexta-feira (30), aos 68 anos, devido à falência múltipla dos órgãos, o sambista Ederaldo Gentil. Cantor e compositor da geração mais talentosa do samba baiano, Ederaldo Gentil nasceu no dia 7 de setembro de 1943. Ao lado de nomes como Edil Pacheco e Batatinha se notabilizou como um dos maiores sambistas da Bahia. Gravado por Clara Nunes, o maior sucesso de Ederaldo foi o poético samba "O Ouro E A Madeira", que trazia a letra "O ouro afunda no mar, madeira fica por cima, ostra nasce do lodo, gerando pérolas finas". O enterro está marcado para este sábado (31), às 16 horas, no Cemitério do Campo Santo
Antes de se enveredar pela música teve uma rápida passagem pelo mundo da bola, atuando como meia-esquerda no Esporte Clube Guarany, onde fazia dupla com o ex-jogador André Catimba (que mais tarde fez história no Esporte Clube Vitória). Consta que Ederaldo Gentil chegou também a treinar no Vitória. Foi na música, no entanto, que alcançou seu primor profissional.
Lançou cinco discos, entre álbuns de carreira e coletâneas, com apenas dois deles sendo editados em CD, além de um compacto simples.  A estreia foi o compacto simples "Triste samba/O ouro e a madeira", lançado em 1973 pela Chanteclair, no qual apresentou o maior sucesso da sua carreira. Em 1975, também pela Chanteclair, lançaria o primeiro disco "Samba, Canto Livre de um Povo", que também trazia a clássica "O Ouro E A Madeira. Ainda pela Chanteclair, lançou, em 1976, "Pequenino". Seis anos depois, em 1983, soltou o álbum "Identidade", pela Nosso Som Gravações e Produções.
Muitos anos depois, em 1999, a Copene - Companhia Petroquímica do Nordeste lançou em CD o álbum "Pérolas finas". Produzido pelo amigo Edil Pacheco, o disco, uma espécie de tributo, trazia nomes como Gilberto Gil, João Nogueira, Luiz Melodia, Elza Soares, Carlinhos Brown e Beth Carvalho cantando suas composições.
Em 1998, a EMI lançou o disco "Diplomacia", de Batatinha, que trazia Ederaldo ao lado do próprio Batatinha, além de Nélson Rufino, Walmir Lima, Edil Pacheco e Riachão na faixa "De revólver não". O disco trazia ainda uma de suas parcerias com Batatinha, "Ironia", interpretada por Jussara Silveira. Atualmente, um projeto da Garimpo Discos está em curso para relançar numa caixa os quatro discos do sambista. 
Deprimido e desanimado com a vida artística, Ederaldo se isolou e viveu durante os últimos anos uma espécie de exílio voluntário em sua casa no bairro da Vila Laura, onde residia com a irmã Denise Gentil e outros familiares. Doente, passou muitos anos sem contato social e artístico.
CLIQUE NO LINK E RELEMBRE O BOM SAMBA:
Fonte: Correio da Bahia

CIMEIRA DE NOVA DELHI ESTUDA CRIAÇÃO DE UM BANCO DE INVESTIMENTOS

Os BRICS, (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) assinaram esta quinta-feira, em Nova Deli, acordos para estudar a criação de um banco de investimentos comum e também dois acordos para fomentar o comércio nos seus mercados.
Os acordos assinados nesta quarta cimeira dos BRICS vão permitir alcançar transacções económicas, utilizando moedas locais, ao mesmo tempo que vão facilitar o reconhecimento das letras de crédito, para reduzir o custo das operações.
“Somos grandes economias e temos que defender a complementaridade entre os nossos países e eliminar barreiras”, afirmou o anfitrião da cimeira e primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, pouco antes da assinatura dos acordos.
Os cinco países que representam cerca de 40 por cento da população do planeta e 19,5% da produção económica global, concordaram estudar a criação de um banco de investimentos comum para custear recursos para infra-estruturas e projectos de economia sustentável nos países emergentes, como cita a agência espanhola EFE.
“Ordenamos aos nossos ministros das Finanças que examinem a possibilidade e a viabilidade da iniciativa, que formem um grupo de trabalho para um estudo mais amplo e que nos informem na próxima cimeira”, pode ler-se no documento final.
A cimeira BRICS ainda contou com a participação dos presidentes da China, Hu Jintao, Rússia, Dmitri Medvedev, África do Sul, Jacob Zuma, e Brasil, Dilma Rousseff.
A chefe de Estado brasileira que vai continuar na capital indiana para uma visita oficial de dois dias, concordou com os restantes líderes, na necessidade dos países industrializados adoptarem políticas financeiras e macro-económicas responsáveis. Os BRICS pediram ainda uma reforma mais rápida dos organismos internacionais para os tornar representativos.
“Uma Parceria para a Estabilidade global, Segurança e Prosperidade” foi o lema da cimeira de Nova Deli.
A expressão BRIC (ainda sem a África do Sul, que só em 2011 passou a integrar o grupo) foi lançada há cerca de uma década por um economista da Goldman Sachs, Jim O’Neill, da mesma sociedade financeira que agora assegura que o desempenho económico dos 5 países nos últimos três anos correspondeu a 45% do crescimento mundial.
Entretanto, a China tornou-se a segunda maior economia do mundo, a seguir aos Estados Unidos, e o Brasil subiu ao sexto lugar em 2012, ultrapassando o Reino Unido.
FONTE IP -JORNAL

VÍDEOS VERDADE



CLIQUE NESTE LINK E ASSISTA O DRAMA VIVIDO POR UMA CADEIRANTE QUE SOBE ESCADAS ,ARRASTANDO-SE, NUMA ESTAÇÃO EM BONSUCESSO /RIO DE JANEIRO. O RADIO-JORNALISTA, PESSOA COM PRÓTESE MECÂNICA EM UM DOS MEMBROS INFERIORES, FAZ UMA NARRAÇÃO INTENSA E PLENA DE DECEPÇÃO , INDIGNAÇÃO E REVOLTA

 CLIQUE E ACOMPANHE O DRAMA DESTA PESSOA COM DEFCIÊNCIA:


FONTE:PORTAL R7
ENVIADO, GENTILMENTE, PELO PRESIDENTE DO PPS DE FEIRA DE SANTANA, O CADEIRANTE CARLOS LACERDA.

PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO HOSPITALAR DISCORDA DO SECRETÁRIO SOLLA

Reprodução | Jair de JesusNão houve conversa concreta sobre obstetrícia, diz Presidente da FHFS(Hospital da Mulher)




Não houve conversa concreta sobre obstetrícia, diz Presidente da FHFS(Hospital da Mulher)

Segundo ele, o problema principal do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) não é a demanda de pacientes do município.



Em resposta à matéria “Por falta de entendimento com o município, obstetrícia do HGCA serátransferida para o HEC”, publicada no dia 27/03 no Acorda Cidade, o Presidente da Fundação Hospitalar,que administra o Hospital da Mulher, Jair de Jesus, concedeu uma entrevista ao Acorda Cidade na manhã de quarta-feira (28), e disse que as informações publicadas “são estranhas”. Ele afirmou que “nunca houve uma conversa concreta sobre o assunto. Houve uma visita há cerca de dois anos, mas não passou disso.” Segundo ele, o problema principal do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) não é a demanda de pacientes do município. “O que acontece no HGCA não é falta de leitos, é falta de médicos para atender. Nós não podemos ficar com os atendimentos de alto risco porque não somos credenciados e não dispomos de UTI adulto”.  O presidente acrescentou que o HGCA “devolve mulheres de forma abrupta. Nós acolhemos e precisamos improvisar, procurar atendimento em outro lugar. Repito que nunca houve conversa com o governo sobre isso, pois respeitamos o povo e, em nenhum momento iríamos prejudicar a sociedade de alguma forma”. O secretário de saúde do município, Getúlio Barbosa, disse que “cerca de  90% dos partos realizados em Feira de Santana são feitos pelo município. A prefeitura nunca se negou a dialogar com o Estado, nós conversamos bastante. Mas, o que não pode ser feito é a transferência de responsabilidade”.  Getúlio disse que, legalmente, o município não pode atender pacientes considerados de alto risco. “O habitual ,o município assume. Nós, reconhecemos que temos que avançar, mas estamos evoluindo quando se fala em saúde”.  Providências - O deputado estadual Zé Neto, marcou uma reunião para tratar sobre o tema, napróxima semana, com o secretário de saúde Jorge Solla, o secretário de saúde do município GetulioBarbosa, e o presidente da Fundação Hospitalar, Jair de Jesus.
Fontes:Acorda Cidade/ André e a Saúde

ASSISTÊNCIA MATERNO INFANTIL EM FEIRA DE SANTANA

Ed Santos / Acorda CidadePor falta de entendimento com o município, obstetrícia do HGCA será transferida para o HEC


Segundo Zé Neto, com a implantação do serviço no HEC, o Hospital da Mulher perde recursos, pois, financeiramente receberia pelos procedimentos que eram do Clériston. 


Na manhã de terça-feira (27), o Secretário de saúde do Estado da Bahia, Jorge Sollaconfirmou, em entrevista ao repórter Ed Santos do Acorda Cidadeque o atendimento de obstetrícia do HospitalGeral Clériston Andrade (HGCAserá transferido para o Hospital Estadual da Criança (HEC).

“Estamos preparando um novo contratopois o atual vence em junho. O Clériston tem uma demanda muito grande de pacientes de Urgência e Emergência e, a gente vem  muito tempo tentando convencer a Prefeitura Municipal a aumentar a obstetrícia do hospital municipal (Hospital da Mulher), e transferir a pediatria de  para o Hospital da CriançaInfelizmente, nada foi feitoEntão, se uma proposta não se concretiza, a gente trabalha outra”.
deputado estadual  Netolíder do governo na Assembleia Legislativadisse que o município não está colaborando com o estado nesse sentido.



“Estamos  mais de um ano tentando fazer com que o Hospital da Mulher fique responsável por toda obstetrícia do município e mande para o HEC todo o atendimento de crianças de . O Secretário de SaúdeGetúlio Barbosaaté se interessou pela causamas o município, não.”

Ele acrescentou que na semana passada o Clériston não teve vaga para atender pacientes de alta complexidade porque a unidade estava lotada de parturientes.

“Têm dias que atendemos 18 partos que não são de alto risco. As pessoas chegam na porta do hospital e tem que ser atendidas, com essa medidavamos resolver definitivamente o problema de suporte”
HOSPITAL DA MULHER – Segundo  Neto, com a implantação do serviço no HEC, o Hospital daMulher perde recursospoisfinanceiramente receberia pelos procedimentos que eram do Clériston.
“O município está involuindo quando se fala em saúde e, com isso, o estado tem que entrar em setores que não são da nossa competência”
 Neto finalizou a entrevista dizendo que, com essa medidapode acontecer com o Hospital da Mulher, o mesmo que aconteceu com o Hospital Municipal da Criança“entrar em período  de ostracismo”.
FONTE :ANDRÉ E A SAÚDE

ADVOGADOS DE ROBERTO TOURINHO BRILHAM NO JUDICIÁRIO

Os desembargadores integrantes da Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, à unanimidade, em julgamento na segunda-feira, 26, negou provimento ao agravo de instrumento com pedido de liminar interposto pelo prefeito Tarcízio Pimenta (PDT) contra decisão judicial, que em ação ordinária antecipou parcialmente os efeitos da tutela, determinando a suspensão da Portaria 222/2011 da Prefeitura de Feira de Santana, que tem como objetivo a "apuração de irregularidades praticadas pelo agravado". O agravado é o vereador Roberto Tourinho (PV). Celso Ribeiro Daltro foi o advogado do prefeito e Ronaldo Mendes o advogado de Roberto Tourinho. A relatora foi a desembargadora Sara Silva de Brito. A "irregularidade" de Tourinho: na Câmara Municipal de Feira de Santana, onde tem imunidade, tratou sobre "denúncia encaminhada ao Ministério Público Federal, que deu fundamento para abertura de inquériro civil para apuração de responsabilidade de ex-gestores de Banco (o Subaé-Brasil), com a participação do prefeito, agindo apenas como fiscalizador e denunciador".
FONTE :BLOG DEMAIS
Imagem 1Visualizar
Media buffer
 Excluir
Imagem 2Visualizar
Media buffer
 Excluir
Imagem 3Visualizar
Media buffer
 Excluir

Bahia na Política por Jair Onofre - Cresce especulação da saída de Bahia da Secretaria da Fazenda

Bahia na Política por Jair Onofre - Cresce especulação da saída de Bahia da Secretaria da Fazenda

PRESIDENTA DILMA ROUSSEF VISITA A ÍNDIA




VEJA E OUÇA MAIS:
1-http://www.youtube.com/watch?v=sjuvvd8CxAM&feature=relm


2-http://www.youtube.com/watch?v=73XSNDT5Obk&feature=relmfu


3-http://www.youtube.com/watch?v=gppQUQdjZlk&feature=relmfu

sexta-feira, 30 de março de 2012

PPS Bahia - Com aval da Estadual, PPS Alagoinhas declara apoio ao Prefeito Paulo Cezar.

PPS Bahia - Com aval da Estadual, PPS Alagoinhas declara apoio ao Prefeito Paulo Cezar.

Portal Nacional - Folha.com: PPS pede 'pressa' em investigações sobre Demóstenes

Portal Nacional - Folha.com: PPS pede 'pressa' em investigações sobre Demóstenes

A CUT ENLOUQUECEU... OU ESTÁ APARELHADA?

Em nenhum lugar do mundo a liberdade e a democracia plena jamais funcionaram quando prevaleceram opiniões e valores políticos pautados nos interesses individuais, bem como de grupos aparelhados, ou no poder econômico ou na fortaleza do Estado.
A diversidade política necessária ao bom andamento da coisa pública e da Sociedade Civil deve-se necessariamente ser incentivada e trabalhada naturalmente. Se o Estado existe para cumprir sua missão, a Sociedade Civil também tem a sua missão. Se o Estado tem suas condições financeiras para cumprir sua missão, a Sociedade Civil organizada também tem o direito de não ter suas condições financeiras para trabalhar, ceifadas por interesses de poucos.
O Movimento Sindical do Brasil, e seus Aparelhos Privados de Hegemonia, não podem aceitar que apenas uma força do próprio Movimento ache que pode mais do que as outras, a ponto de propor coisas absurdas como o fim do Imposto Sindical. Foi o Imposto Sindical que contribuiu até hoje para que as forças sindicais progressistas, que sempre defenderam os interesses dos trabalhadores/as, de fato existissem e cumprissem sua missão, defender os trabalhadores/as brasileiros.
Acabar com o Imposto Sindical somente porque a CUT quer e acha que é a única Central Sindical no Brasil é um disparate sem limites, que faz a gente comparar a postura com outras situações estreitas que não deram certa na história.  Se depois de tantos anos de lutas históricas para que a Sociedade Civil pudesse pautar os governos com reivindicações da própria sociedade, for por “água abaixo”, porque o Movimento Sindical pode ficar sem condições financeiras para trabalhar e defender os trabalhadores/as, assim estará todos no fim do mundo. Movimento Sindical não é Terceiro Setor, é bom ficar claro isso, e nem existe para terceirizar serviços do Estado!
O capitalismo vive de lucro e escraviza na maioria dos casos as classes trabalhadoras, que somente querem melhores salários e valorização do trabalho. E para lutar e fazer com que as reivindicações dos trabalhadores/as avancem é necessário de recursos financeiros do Imposto Sindical, que é mantido pelos próprios trabalhadores/as. O verdadeiro sindicalismo não existe para prestar serviços ao Estado, nem sobrevive de convênios e contratos com o próprio Estado. Imposto Sindical não sai dos bolsos dos proprietários dos aparelhos econômicos, sai exatamente dos bolsos dos trabalhadores/as que precisam do seu sindicato para lutar.
Plebiscito para acabar com o Imposto Sindical significa estreiteza de sindicalistas de fachada, que estão enganando os trabalhadores/as, e do mesmo modo enganando o próprio Governo. Acabar com esse Imposto é dizer tacitamente para a sociedade, que no Brasil não existe disputas de interesses sociais, políticos e econômicos, que apenas o lado dos mais fortes, os donos das fábricas, dos bancos, ou seja, das estruturas do lucro exacerbado, definem quem deve e quando deve ganhar na sociedade. Ou seja, os escravos do trabalho terão que ficar calados, enquanto os colarinhos azedos definem...
Pensar isso deve ter sido idéia de alguém que gosta muito de ar condicionado e chocolate quente. Será que consultaram a CNI ou a CNA e outros aparelhos do patronato brasileiro, que também usufrui de Imposto Sindical? Ou será que estão pensando que serão donos eternos do Poder?
Os verdadeiros aparelhos do sindicalismo brasileiro, que são sérios e pautados nos verdadeiros valores do sindicalismo, aqueles que sem rancor e sem sede de poder e dinheiro fácil, sabem que o papel das Centrais Sindicais é defender a parte mais frágil da sociedade, que são os trabalhadores/as, e que precisam do Imposto Sindical.
A CUT parece que enlouqueceu...! Quem é ela mesmo na estrutura sindical brasileira hoje? Qual seu papel de fato? Vamos esperar as respostas em Movimento.
GENALDO DE MELO

AS FALÁCIAS DE UM REI PERDULÁRIO

Tarcízio precisa emergir do pântano em que se encontra para explicar porque devolveu R$ 2 milhões à União (Imagem: Reprodução)


Só mesmo um governo de fancaria se daria ao desfrute de produzir respostas tão pasmosas, desconexas e pueris, como as produzidas pelo governo do prefeito Tarcízio Pimenta, a cada flagrante desnudado pelo que ainda restou da imprensa que não se permite confundir com o "armazém de secos e molhados" que tanto asco provocaria no combativo e saudoso jornalista e escritor Millôr Fernandes.
Daria até para escrever uma peça teatral, quiçá uma ópera bufa, as rocambolescas saídas encontradas pelo excelentíssimo para responder o irrespondível, o irretratável, o que aos olhos perplexos da sociedade - robustamente abastecida com os descalabros administrativos de El Rei - não há mais solução!
E, para não sair do tom, mais uma vez o escapismo entrou em cena no rumoroso escândalo em que a Prefeitura de Feira de Santana devolveu à União cerca de R$ 2 milhões destinados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para serem aplicados em programas educacionais, através da cambaleante Secretaria de Educação do Município que, ao que parece, o estapafúrdio mandatário não a dotou de projetos e nem dá sinais de vontade política para salvá-la da barafunda em que a transformou, com escolas depauperadas em suas estruturas, sem aulas, com professores e alunos desmotivados.
Acossado pelo arguto Blog Demais, que no conjunto da mídia local está para o sinistro ateado na administração do município como a fábula do beija-flor solitário que, incansável, renitente, busca apagar o fogo da floresta carregando água com o seu delgado bico, o Portal da Transparência da Prefeitura, vejam que ironia!, perdendo a chance de ficar na moita, acabou potencializando ainda mais a incandescência das labaredas que se alastram sem que sejam debeladas por este governo, deveras suspicaz.
Premido pelas circunstâncias e atado à evasiva oficial contida no famigerado Portal, o secretário José Raimundo de Azevêdo, ratificando-o, afirmou que “a devolução de recursos não utilizados pela Secretaria Municipal de Educação obedece às normas estabelecidas pelos termos dos convênios firmados com o governo federal”.
Disse, ainda, o simpático e fiel secretário, que os recursos destinados ao Programa ProJovem Urbano e à aquisição de ônibus escolares "são verbas carimbadas, que não podem ser usadas para outros fins que não o especificado".
Induzido pelo sofismático Portal da Transparência do governo Pimenta, Azevêdo não esclarece quais as tais normas estabelecidas pelos termos dos convênios firmados entre a Prefeitura e o Governo Federal, tampouco por que as verbas carimbadas não foram usadas, em tempo, para os fins especificados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, e quais são estes fins.
Eis uma ótima oportunidade para o soberano vir á tona e, uma vez emerso das profundezas do pântano em que chafurda, legitimado pela defesa do trono que ocupa e em nome da sua alegada honra, prestar, de forma cabal, sem salamaleques, sem filtros ou os ardis do costume, os esclarecimentos que já deveriam ter saído da sua própria lavra.
É o mínimo que o eleitor-cidadão-contribuinte espera de Sua Alteza, antes que a próxima malfeitoria do seu macabro e perdulário governo entre em cartaz.
Fonte: "Etc & Tal"

POPULAÇÃO DO BAIRRO NOVA ESPERANÇA ESTÁ REVOLTADA COM "LIXÃO"


Moradores do bairro Nova Esperança estão indignados com a decisão do Governo Municipal de reativar uma antiga célula do Aterro Sanitário que já estava com sua capacidade esgotada. Reclamam do mau cheio que exala do local e da proliferação de doenças que já vêm surgido no local.
A situação é lamentada pela moradora Conceição Reis, residente à rua Ferreira Gomes. “O mau cheiro é triste a ponto de só andarmos com o nariz entupido e com falta de ar. E aqui todos nós estamos preocupados com esta situação porque nos sentimos abandonadas pelo Governo Municipal”, afirmou.
A mesma indignação é da comerciante Lilliane Pereira da Silva. “Como um ser humano pode viver neste local e dizer que vive com dignidade? Isso aqui é muita humilhação”, ressaltou.
Insatisfeito com o problema, o vigilante Jurandir Antônio Xavier observa que durante as madrugadas e quando o sol está mais forte a situação piora. “Como se não bastasse, os insetos estão  proliferando, moscas por todos os lados e urubus”, reclama.
Moradora do bairro há 23 anos, a aposentada Maria Rodrigues Damasceno avalia que o mau cheio no bairro está aumentando a cada dia. “A gente está bastante preocupada porque o fedor é parecido com o de cavalo morto”.
A situação chega a ponto de muitos moradores colocarem suas casas à venda. “Mas dificilmente conseguem vender porque ninguém quer morar num ambiente doentio deste, o que está desvalorizando bastante o nosso bairro. Aqui só tem placas de venda de imóveis”, observou a dona-de-casa Maria dos Santos Souza, 30 anos residente no local.
Além destes problemas, os moradores suspeitam de que o tanque de contensão do chorume esteja vazando. Isto porque em um terreno do outro oposto da estrada onde está instalado o Aterro Sanitário tem um córrego que está com um pequeno canal de água minando, mesmo com a seca existente no local.
 FONTE:Jornal Cidade

ECONOMIA AMERICANA VOLTA A CRESCER


A economia norte-americana cresceu 3% no último trimestre do ano passado, voltou a confirmar hoje o Departamento do Comércio do país.
É o ritmo de avanço do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos mais elevado desde o segundo trimestre de 2010.
As estimativas dos economistas apontavam já para que esta nova revisão do crescimento económico norte-americano ficasse em linha com a anterior previsão. No terceiro trimestre, o PIB dos EUA cresceu 1,8%.
A revisão de hoje manteve o ritmo de avanço económico, sendo que também as despesas dos consumidores cresceram à taxa prevista anteriormente: 2,1%.
De acordo com a Bloomberg, o maior avanço na compra de bens foi contrariada pelo facto de as despesas em serviços ter sido a mais baixa em dois anos.
IP-JORNAL

HONRA TEU PAI E TUA MÃE E TERÁS VIDA LONGA!

JUSTIÇA E LEI SEGUNDO MILLÔR FERNANDES

quinta-feira, 29 de março de 2012

PROJETO BÁSICO DA AVENIDA NÓIDE CERQUEIRA É APRESENTADO PELO LÍDER DO GOVERNO EM AUDIÊNCIA PÚBLICA

A previsão é que as obras sejam iniciadas no segundo semestre deste ano


Com a presença de autoridades municipais, estaduais e representantes da sociedade civil, o projeto básico elaborado pela Empresa ATP Engenharia para as obras da Avenida Noide Cerqueira foi apresentado na manhã desta quinta-feira (29), durante Audiência Pública promovida pelo mandato do deputado estadual e líder do Governo, Zé Neto (PT), na Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana (CDL).
A Avenida Noide Cerqueira será a principal via de ligação entre a Avenida Getúlio Vargas e a BR-324. Pista dupla, canteiro central e ciclovia compõem o projeto de 8 km de comprimento da rua. A nova via já tem finalizado o seu projeto básico, o que possibilita iniciar o processo de licitação. A previsão é que as obras sejam iniciadas no segundo semestre deste ano.
Sob o ponto de vista técnico, o projeto da Noide Cerqueira conta com uma estrutura preparada para receber tráfego pesado. “Essa avenida poderá ser vetor de desafogo do trânsito ali na região”, sinalizou Jessé Mota, diretor de Obras estruturantes da Conder, ao explicar que os veículos de carga pesada que trafegam pelo anel de contorno terão a Noide Cerqueira como opção de trajeto. O projeto tem previsão de orçamento da ordem de 26 milhões.
No entanto, o maior objetivo da Noide é promover novo campo de desenvolvimento para a cidade. “A intenção é dar condições para que a iniciativa privada, os investidores, os empresários da região de Feira possam ter ali uma condição de implantar os seus investimentos”, disse Jessé Mota ao sinalizar que investidores já demonstraram interesse em trazer um grande shopping para aquela região.
Sabrina Freitas, engenheira da ATP Engenharia, falou sobre detalhes do terreno e do projeto. “As características geométricas definidas, proporcionadas pelo relevo plano, nos leva à necessidade de implantação das curvas horizontais e melhoramento das condições para garantir uma melhoria na via, além de segurança para seus usuários”, disse.
O deputado estadual e líder do governo Ana Assembleia Legislativa, Zé Neto falou sobre o inicio das obras. “A Noide Cerqueria já é uma realidade. Estamos apresentando o projeto básico e já vamos tratar da janela financeira e da licitação agora no mês de abril, no máximo, no em maio. O governador já sinalizou que tanto a Noide como o Aeroporto são obras para este ano”, garantiu.
Componente da mesa, a subsecretária estadual de Desenvolvimento e Integração Regional, Eliana Boaventura, frisou a relevância do debate com a sociedade antes de viabilizar projetos como estes. “É importante manter uma comunicação com a sociedade organizada para não fazer um processo de cima para baixo, mas, sim, de forma participativa”, ponderou.
Estiveram presentes – Humberto Mario (Engenheiro Civil da Embasa), Vitor Guimarães (Produman Engenharia), André Regis (Presidente do Centro das Indústrias), Edson José Nunes (Inspetor Regional do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA), Ricardo Marques (diretor da LMarquezzo), José Mercês Neto (Diretor do Centro Industrial do Subaé - CIS), Angelo Almeida (vereador PT), Major Geraldo dos Santos (Polícia Militar da Bahia), Augusto César (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - INEMA), Samuel do Santos (Engenharia e construção do Brasil - EBRAX), José Reinal (Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia - SEPLAN), Norma Boaventura (Associação Comercial de Feira de Santana), Elvison (Engenheiro da Empresa Baiana de Águas e Saneamento - Embasa), Verdival Oliveira (Economista – representando a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola - EBDA), Marco Ferreira (Proprietário o Posto Positivo) e Beto Falcão (Sindicato dos Produtores Rurais).
FONTE: ASSESSORIA DO PARLAMENTAR

O LAGARTA VERDE

Experiência do Metrô do Cariri inspira outras cidades nordestinas e é a última moda em transporte ferroviário 

O ano em que a região pode alcançar o Brasil



Seu João Pereira da Silva aperta as rédeas do jumento da carroça, para evitar o risco de o bicho avançar sobre os trilhos. Dona Julieta Cordeiro Francisca de Carvalho apressa o passo no que para a idade dela (58 anos) é quase a mesma coisa que correr. Quer chegar a tempo de pagar a passagem, passar a catraca e escolher o melhor lugar para sentar – junto da janela, do lado que não pega sol. Seu Antônio João já está dentro da estação, já pagou a passagem e não tem pressa. Daqui a pouco ele vai percorrer cerca de 13 quilômetros do jeito que mais gosta. “Na frescurinha, daqui até lá”, explica, referindo-se ao ar condicionado dos vagões.

Estamos no Crato (CE), e o que motivou a prudência de João Pereira, a pressa de dona Julieta e o desejo da frescurinha de Antônio foi o Metrô do Cariri. Liga os municípios do Crato e do Juazeiro do Norte, por superfície, num percurso de 13,6 quilômetros de extensão. Foi inaugurado em 1º de dezembro de 2009 e logo tornou-se a grande novidade da região. É objeto de desejo de municípios vizinhos, como Barbalha, que quer a ampliação do metrô até lá, fechando o circuito conhecido na região como Crajubar – Crato, Juazeiro e Barbalha, separados um do outro por menos de 10 quilômetros. Juntos, os três têm 424 mil habitantes. O PIB per capita de Barbalha e do Crato (R$ 5,5 mil, cada um) está abaixo da média nordestina, R$ 7,4 mil. O do Juazeiro é superior: R$ 8 mil. As três cidades estão a cerca de 400 km da capital Fortaleza.
O Metrô do Cariri mexeu com os hábitos do Crato e Juazeiro. Ganhou até apelido, daqueles autênticos, típicos da antropofagia nordestina de renomear com denominações familiares o que chega de fora: Lagarta Verde. Precedido do artigo masculino, para deixar a coisa ainda mais autêntica: o Lagarta Verde. Transporta cerca de 1.200 pessoas por dia. Está longe da superlotação: a capacidade é para 15 mil/dia. Enquanto isso dá para viajar sentado, escolhendo o lado do sol e usufruindo do ar condicionado. A passagem é R$ 1 – mais barata que nas mototáxis (R$ 10) e nas lotações (R$ 1,30). Sem falar que nestes não tem frescurinha. 



O Lagarta Verde utiliza uma linha antiga da Rede Ferroviária, que estava fora de uso. Impossível ficar indiferente à passagem dele: o condutor aciona a buzina quando passa em cruzamentos. Nas viagens que fizemos nos ficou a impressão de que ou o condutor gosta de anunciar que está passando ou há muito mais cruzamentos entre Juazeiro e Crato do que imagina a nossa vã observação. 


O sistema tem oito estações; a nona está prevista para ser implantada em 2011, ano também em que deve ocorrer a integração com ônibus intermunicipais. A previsão é do governo do Ceará, responsável pelo projeto. Os trens são os chamados VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos), fabricados lá mesmo, em Barbalha, pela Indústria Bom Sinal, que já tem encomendas para capitais do Nordeste e para Macaé (RJ). É a última moda em transporte ferroviário, barato e de menor impacto ambiental.

Quem sugeriu ao repórter ver a experiência do Metrô do Cariri foi um professor habituado a descer na estação Saint-Michel, do metrô de Paris – Marcos Costa Lima (UFPE), especialista em desenvolvimento regional. “Eu fui dar uma palestra na Universidade do Crato e vi”, conta ele. “É um exemplo de solução local, das muitas que existem no Nordeste. O que precisamos agora é de uma visão de totalidade, para melhor aproveitar as soluções”.

FONTE:  DIÁRIO DE PERNAMBUCO


Comentário

Considero indispensável ampliar o SIT(Sistema Integrado de Transportes de Feira de Santana) e Antonio Carlos Borges já deveria estar no Cariri para conhecer este moderno Sistema VLT. Detalhe importante é que as composições são fabricadas em Barbalha,situada no Vale do Carriri,estado do Ceará(veja vídeo). Este sistema se adequa como uma mão e uma luva, em Feira de Santana,cidade de amplas avenidas e espaços infinitos. Os pré-candidatos já deveriam estar pensando na ampliação do Sistema de Transportes Públicos e já deveriam estar elaborando o Projeto VLT -Feira de Santana. Foram gastos R$25 milhões para implantação de pouco mais de 13km de metrô de superfície. Os resultados são bastante animadores. Estou pensando em solicitar ao PPS Local que adicione este modelo de projeto às nossas propostas sobre Transporte de Massas para 2013/2016.OLDECIR MARQUES