"TODA SOCIEDADE SE AFERRA A UM MITO E VIVE POR ÊLE. O NOSSO MITO É O DO CRESCIMENTO ECONÔMICO"- Tim Jackson

sábado, 30 de janeiro de 2010

DILMA SOBE


Atualizado em 29 de janeiro de 2010 às 21:22 | Publicado em 29 de janeiro de 2010 às 20:31

DILMA.jpg

Outro cenário:

Sem Ciro, Serra tem 38%, Dilma 29% e Marina 8%

Segundo turno, Serra manteve 46%, Dilma passou de 32 para 35%

30% disseram que com certeza votariam em um candidato indicado por Lula.

Como estava em 10 de dezembro de 2009:

SERRA.jpg

Fonte Viomundo
Vox Populi: Desde Dezembro, Dilma subiu 10 pontos e Serra caiu 5.
Serra 34%, Dilma 27%, Ciro 11% e Marina 6%

VIAGEM ESPACIAL


Viaje a bilhões de anos-luz de distância neste vídeo

Posted: 29 Jan 2010 01:20 PM PST

Este fantástico vídeo mostra o quanto do universo já conhecemos em uma viagem até as fronteiras do cosmos.


Fótons são observados em uma velocidade maior do que a da luz

Posted: 28 Jan 2010 05:26 AM PST

Pesquisadores conseguiram acelerar fótons (as partículas da luz) a uma velocidade ainda maior do que a da luz, simplesmente colocando uma camada de matéria a sua frente.

Vale a pena clicar para ver estas duas extraordinárias matérias do Hype Science CLIQUE !

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

TELE-ELETROCARDIOGRAFIA DIGITAL

9.01.2010

Sistema de Tele-Eletrocardiografia Digital vai equipar ambulâncias do Samu

Equipamento permite ao profissional de saúde obter um diagnóstico mais preciso do paciente ainda em casa


Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação da Sesa
Ambulância de atendimento emergencial do Samu
Ambulância de atendimento emergencial do Samu

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão e o diretor-geral do Hospital do Coração (HCor), Dr. Adib Jatene, lançaram nesta quinta-feira (28), o Sistema Tele-Eletrocardiografia Digital, tecnologia de ponta que vai ajudar a salvar vítimas de doenças cardiovasculares graves, como infarto e arritmias.O serviço estará disponível nas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu192) e atenderá os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O Sistema Tele-Eletrocardiografia Digital permite ao profissional de saúde obter um diagnóstico mais preciso do paciente ainda em casa, antes do deslocamento para o hospital. O procedimento pode reduzir em até 20% o número de mortes por doenças do coração.

Cada ambulância do Samu será equipada com um pequeno aparelho (tele-eletrocardiógrafo digital portátil) capaz de transmitir o eletrocardiograma via telefonia celular ou mesmo por telefone fixo. O exame realizado no paciente em sua residência ou na ambulância é transmitido para a internet e analisado na central de Telemedicina do Hospital do Coração (HCor). O laudo retorna para a ambulância de origem. Todo esse processo dura, em média, cinco minutos. A central dispõe de 16 médicos para a leitura dos eletrocardiogramas do SAMU 24 horas por dia. Além disso, o médico que está atendendo o paciente pode discutir o caso com os especialistas de apoio no HCor. O trabalho é realizado diariamente em tempo real.

O serviço é de extrema importância para a população brasileira atendida pelo Serviço de Urgência e Emergência. Ele alia conhecimento médico com tecnologia de ponta. Permite agilidade, precisão e redução do tempo de atendimento, diminuindo as sequelas e mortes por doenças cardiovasculares, explicou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante o lançamento do Sistema, em Brasília. É como se cada ambulância que dispõe de médico tivesse um cardiologista orientando. Se o resultado do eletrocardiograma recebido confirmar o enfarto, toda orientação de medicação e de encaminhar o paciente para o hospital já é feita, ou seja, ganha-se muito tempo no atendimento do paciente, ressaltou.

O projeto-piloto do Ministério da Saúde é uma parceria com o HCor, que detém a tecnologia digital, e faz parte da iniciativa Hospitais de Excelência a serviço do SUS, lançado pelo governo federal em 2008. O serviço que foi assumido pelo Hcor como parte dos projetos de filantropia, por meio do projeto Hospitais de Excelência. Ele descentraliza os atendimentos nos hospitais e universaliza o acesso no SUS. Os recursos de inseção de impostos dos hospitais de excelência são integralmente investidos no sistema público ressaltou o diretor-geral do Hcor, Dr. Adib Jatene.

Os benefícios diretos dessa tecnologia são a redução do tempo de atendimento, a análise mais apurada do quadro do paciente e a realização de uma triagem ainda na casa da pessoa ou na ambulância, para o encaminhamento mais ágil ao chegar a um hospital. Estudo publicado na revista Circulation estima que metade das mortes por infarto ocorre nas primeiras duas horas e que, a cada 30 minutos perdidos no atendimento, o risco de mortalidade aumenta em 7%.

Funcionamento

Na primeira fase do projeto do Ministério da Saúde e do HCor, foram adquiridos 450 kits com eletrocardiógrafos e telefones celulares. Um kit serve uma ambulância. No momento, o serviço está em 37 cidades de dez estados brasileiros. Por enquanto, 86 kits já estão em funcionamento ou em fase de instalação. Até o dia 19 de janeiro, foram realizados 243 atendimentos com o apoio do sistema, nos estados onde funciona o serviço.

A meta é expandir essa tecnologia para todas as 147 centrais de regulação do serviço, que abrangem 1.347 municípios e alcançam cerca de 106 milhões de pessoas em todo o Brasil. Os kits são destinados prioritariamente às ambulâncias de suporte avançado. Atualmente, existem no Samu 326 veículos desse tipo. O Ministério da Saúde tem 1.445 ambulâncias em funcionamento e comprou, em 2009, mais 1.850 novas unidades móveis, que circularão em todos os estados e no Distrito Federal em 2010, beneficiando mais de 90% da população brasileira. Estamos em plena universalização do Samu. Com as novas ambulâncias, vamos ampliar o acesso da população ao Serviço de Urgência e Emergência, ressaltou o ministro.

Esse diagnóstico digital permite a segunda opinião de um especialista em cardiologia e, consequentemente, maior segurança e precisão no diagnóstico e tratamento. Pesquisas internacionais mostram que a interpretação de um eletrocardiograma realizado por um cardiologista (em vez de um médico generalista) reduz de 9% para 5% o número de infartos não-diagnosticados.

Os investimentos no projeto do Sistema de Tele-Eletrocardiografia Digital são de R$ 6,9 milhões em três anos, aplicados na compra de aparelhos, treinamento de equipes e manutenção de equipamentos.

Fonte :ISaúde.net/ MINISTÉRIO DA SAÚDE

Fonte: MINISTÉRIO DA SAÚDE

Laudo eletrocardiográfico on-line praticamente instantâneo. São inúmeras as vantagens. Uma delas,talvez a mais importante , trata da extensão dos agravos do processo isquêmico. Quanto mais precoce o diagnóstico, geralmente será menor a área necrosada. De parabéns o Ministério da Saúde por este aperfeiçoamento acrescentado às ações do Samu. Quanto à Feira de Santana , com aproximadamente, 700mil habitantes e seus 104 bairros, já merece uma segunda base operacional do SAMU. oldecir

NUTRICIONISTA INÊS GIL FORTES


quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

Coca-Cola light plus

A Coca-Cola Company no Brasil, lançou a Coca-Cola light plus, uma versão com vitaminas B3, B6 e B12, minerais (magnésio e zinco) e com baixas calorias, que substituirá a Coca Light no mercado brasileiro (será que por isso que há uns tempos do outro lado do oceano já só se encontrava Coca-Cola Zero??).
O lançamento oficial foi na São Paulo Fashion Week, no dia 17 de Janeiro.

A Coca-Cola light plus inova também nas embalagens, com uma versão mais moderna de lata: a sleek de 310 ml, com design especial, mais fino e alongado.

Há quem acredite que os refrigerantes diet, light, zero e as novas águas levemente gaseificadas como H2O, não engordam, porém, mesmo possuindo um baixo teor de açúcar, eles podem influenciar negativamente em uma dieta.

Os problemas dos refrigerantes diet, light, zero e das águas, estão ligados, em geral, ao aumento do consumo de sódio, que oferece riscos para saúde (não podemos esquecer os AVC's e a HTA). Geralmente estes não estão reduzidos na dieta, porque quando se diminui a quantidade de açúcar na produção do refrigerante, é necessário aumentar a quantidade de sódio para compensar o paladar, e o sódio em excesso provoca a famosa retenção de líquidos (que atormenta muitas mulheres), e com isso aumenta o peso, podendo apresentar problemas para saúde do fígado e rins, por exemplo.

Uma dose de refrigerante normal apresenta, em média, 10mg de sódio, enquanto, a opção light varia de28 a 39mg, e das águas de 12mg para uma quantidade de 200ml (um copo médio). A dose diária recomendada de sódio é de cerca de 1,5g por dia, isso para pessoas que não são hipertensas.

Refrigerante faz mal à saúde?

Refrigerantes devem fazer parte de uma dieta saudável, se for composta por diversos tipos de alimentos, como cereais, frutas, verduras, lacticínios, carnes, pães, em quantidades compatíveis com o gasto calórico da pessoa. O consumo exagerado de refrigerante impede a absorção de algumas vitaminas e minerais, principalmente do cálcio. Quem consome muito refrigerante não tem uma mineralização dos ossos adequada e pode sofrer, facilmente fracturas nos ossos. Mas tudo está ligado à quantidade do que é consumido: beber, sem exageros, não faz mal.

Refrigerante pode viciar?
Os refrigerantes compostos por cafeína tais como à base de cola e guaraná, sim. A cafeína é um estimulante e em contacto com o sódio e o potássio entra ainda mais rápido na corrente sanguínea. Por isso também não é recomendado consumir em horários próximos ao repouso.

Refrigerante ou sumo?

Depende se o sumo é natural ou não. O refrigerante e o sumo artificial são pobres nutricionalmente, sendo então considerados produtos com calorias vazias. Dessa maneira devemos dar preferência aos sumos naturais, que são mais nutritivos e saudáveis e óptimas opções para um lanche.

Um copo de refrigerante possui menos calorias do que um copo de sumo de laranja?
Um copo de refrigerante comum possui em média 85 kcal e um copo de sumo de laranja natural possui cerca de 90 kcal. Porém, é fundamental perceber que um copo de refrigerante não possui nenhum nutriente, apenas calorias e o sumo de laranja possui inúmeras vitaminas e minerais que são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, evitando assim doenças relacionadas com a má nutrição (não estou a falar de desnutrição...isso é para outra conversa!).

E quanto aos nutrientes presentes nesta nova Coca-Cola?
A vitamina B3 é essencial para a estrutura e funcionamento da pele. A vitamina B6, por sua vez, é importante para o metabolismo de proteínas e ferro, enquanto a vitamina B12 contribui na formação de células sanguíneas, entre outras funções. O magnésio contribui para a formação da matriz óssea e dental. Já o zinco é essencial para o funcionamento do sistema imunitário.

Existe diferença entre os refrigerantes light e diet?

No caso específico de refrigerantes, não há diferença. Ambos não podem conter açúcar adicionado e este é substituído por adoçantes como o aspartame, o esteviosídeo, a sucralose, o acesulfame K, a sacarina e o ciclamato.

Os refrigerantes causam celulite?

Não há estudos que comprovem a relação entre o aparecimento de celulite e o consumo de refrigerantes, porém sabe-se que numa dieta desequilibrada, o consumo excessivo de açúcares e gorduras, a ingestão insuficiente de água e fibras, o sedentarismo e o factor genético estão relacionados com o aparecimento do problema.


MILITÂNCIA PETISTA

ENTREVISTA: Vereador Ângelo Almeida
Postado em 29/1/2010 às: 04:13:40

O vereador Angelo Almeida(foto ao lado do governador Jaques Wagner) tem 43 anos e está exercendo o seu primeiro mandato em Feira de Santana pelo Partido dos Trabalhadores (PT). É filho de Antonio Carlos Pinto de Almeida, mais conhecido como Tatai do Banco do Brasil, que também foi vereador em 1982. É odontólogo e foi filiado ao PMN e PDT, inclusive sendo presidente das duas agremiações. Coordenou a campanha de João Durval Carneiro nas eleições de 1992 e já assessorou o Deputado Sérgio Carneiro. Esta semana, Angelo Almeida concedeu entrevista ao Blog. Durante o bate-papo, Almeida falou sobre sua trajetória política, opinou acerca das eleições 2010, defende o nome de Sérgio Carneiro como vice de Jaques Wagner, comentou a importância do seu partido e avaliou o mandato de Tarcízio Pimenta. Confira abaixo, a entrevista completa.

Jair Onofre: Vereador, o senhor veio de um partido de centro-esquerda, o PDT e PMN é um partido nacionalista. Como foi a sua acomodação dentro do PT?

Ângelo Almeida: Fui presidente desses dois partidos em Feira de Santana. O Deputado Federal Sérgio Carneiro me fez o convite para ingressar no quadro do PT. Antes de tomar a decisão, fiz questão de ouvir militantes e fundadores do partido, a exemplo de Jaime Cruz, atual presidente do partido, Gerinaldo Costa, Albertino Carneiro e do Deputado Estadual Zé Neto. Fui muito bem recebido. Quando o partido nos dá a oportunidade de disputar, exercitamos o debate político; isso é importante e acontece no PT.

J.O.: O senhor chegou ao PT e logo se elegeu vereador. Ficou o sentimento de que o senhor teria tirado uma vaga de um militante histórico. Isso é coisa do passado?

A.A.: Em alguns setores do partido esse sentimento existiu, mas foi algo bem fugaz. Não houve nada radical, por que quando eu fui para o partido eu fui somando. Trouxe bons companheiros; entre eles Suzana Pimentel, um quadro excelente da Universidade Federal do Recôncavo e que Feira de Santana também disputa. A companheira Railda, também professora, Pablo Roberto que é um dos grandes quadros que temos hoje na cidade, além de outros que contribuem com a gestão do governo do Estado. Temos que exercer a atividade política, tratando a todos com muita lealdade. É o que eu tenho feito dentro do PT, por que foi assim que conduzi toda a minha vida pessoal e política. Se colocarmos na balança, acredito que os fatos são muito mais positivos que negativos.

J.O.: Antes do processo eleitoral de 2008, o senhor participou do primeiro embate interno no partido que foram as prévias, que consistiu na escolha do candidato do partido a prefeito de Feira. A disputa foi entre Sérgio Carneiro – eleito candidato – e Zé Neto que tinha mais tempo de militância partidária, o que inclusive criou dificuldades na campanha de Sérgio Carneiro. O senhor acredita que com o PED que houve recentemente isso é coisa do passado?

A.A.: Iniciar um processo de encaminhamento político dentro de um partido como o PT, participando de uma disputa acirrada como a das prévias que aconteceu dia 20 de janeiro de 2008 foi uma prova de fogo. Mas esse embate, no qual prevaleceu a vontade da maioria dos filiados, foi fundamental para que pudéssemos realizar uma outra disputa política em 2009 (o PED), com muito mais tranqüilidade. No PED, quatro chapas concorreram às vagas dos diretórios estaduais e municipais do partido. Na disputa, eu apoiei a chapa liderada pelo companheiro Marialvo Barreto. Conquistamos um bom espaço no diretório e na executiva do partido, mas não vencemos. Acredito que saiu vencedor aquele que se organizou mais, que estava mais preparado para vencer, por que na verdade o companheiro Jaime Cruz fez uma bela campanha. Por outro lado, hoje há o sentimento de que o companheiro Jaime Cruz é uma pessoa talhada a pacificar o partido em Feira de Santana.

J.O.: O que lhe vislumbra ser PT?

A.A.: Ter uma vida pública partidária com 26 anos de idade é uma grande responsabilidade. O então candidato a prefeito e ex-governador João Durval me deu essa oportunidade. Ele me convocou para assumir a presidência do PMN e organizar o partido para a disputa de 1992, da qual saímos vencedores. Depois o deputado Sérgio Carneiro me convidou para assumir a presidência do PDT. Essas experiências me proporcionaram um embasamento e uma estrutura política que me permitem hoje estar no maior partido do país. Em Feira de Santana o PT precisa estar à altura do que ele é em nível estadual e federal. Para mim é um desafio muito grande com todos os companheiros do PT poder fazer este fortalecimento do partido em Feira de Santana, cumprindo um de seus papéis fundamentais de desenvolver boas disputas políticas. Além disso, fazer a sustentação dos movimentos sociais, dos movimentos sindicais dos trabalhadores de Feira de Santana. No PT existe hoje uma situação muito favorável por conta de todas as políticas públicas que ele conseguiu implementar não só no Brasil, como também na Bahia. É hora do PT de Feira de Santana se fortalecer para ter as condições necessárias de potencializar essas políticas públicas, das quais ele é um dos pilares.

J.O.: O senhor tem feito um mandato de oposição ao governo do município, posição inclusive que o eleitorado lhe colocou, junto com o candidato Sérgio Carneiro. Mas o senhor tem dado sinais de que pode votar em propostas do prefeito como, por exemplo, a escolha do procurador do município. Qual a avaliação que o senhor faz do governo Tarcízio Pimenta depois de um ano de mandato?
A.A.: Eu acredito que o prefeito está fazendo um esforço enorme para superar os mandatos do ex-prefeito (referindo-se a José Ronaldo). Esse esforço vem se realizando em uma posição exageradamente midiática em relação a informações que são passadas para a sociedade do que está acontecendo. Um exemplo disso é a Cidade Digital, bebedouros digitais. Eu acho que está havendo certo excesso na forma como o prefeito está querendo aparecer, como melhor do que o outro. Eu tenho impressão de que se o mesmo esforço feito pelo prefeito para acelerar essas obras e dar essa visibilidade digital à cidade, fosse estendido para proporcionar as condições necessárias à população para melhorar a qualidade de vida, talvez ele estivesse realizando um trabalho melhor e mais completo. Contudo, acho que o esforço que ele faz é importante. A nenhum prefeito de Feira de Santana será dado o direito de ser medíocre por que a cidade cresceu demais e possui uma receita que não permite a um gestor cometer atrocidades políticas ou erros drásticos. O prefeito tem feito um governo mediano.

J.O.: Tem havido um diálogo entre Tarcízio Pimenta e o governador Jaques Wagner. Há espaço como aliado dentro do grupo de Jaques Wagner para Tarcízio Pimenta?
A.A.: Eu acho que isso vai depender muito mais do prefeito do que do governador, por que este tem dado sinais à Bahia de que é uma pessoa que tem sensibilidade social e política. A forma com que o governador dialoga não é mais segredo para ninguém. É um homem de diálogo amplo e aberto a esse tipo de entendimento político, e já deu demonstrações de que aceitaria conversar tranquilamente com o prefeito Tarcízio Pimenta. Entretanto, me parece que o discurso feito pelo prefeito ao povo de Feira de Santana de que ele seria o terceiro mandato do ex-prefeito José Ronaldo, o deixa numa certa dificuldade. Talvez tenha sido justamente aquele discurso excessivo do terceiro mandato que o impede de, após um ano de governo, fazer uma inflexão política. E isso pode lhe gerar prejuízo político.

Sérgio Carneiro como vice-governador na chapa de Jaques Wagner
Postado em 29/1/2010 às: 04:08:40

J.O.: No passado, o PMDB de Feira de Santana tinha uma expressão nacional que foi Chico Pinto. O PFL teve João Durval, governador da Bahia que se transformou também numa expressão nacional. Neste momento o DEM tenta colocar o nome de José Ronaldo como expressão estadual com a vaga de senador. O PDT já tem um nome municipal com expressão nacional que é João Durval, novamente como senador. O PT é um partido forte no Brasil, forte na Bahia, forte em Feira de Santana. Qual a receita que o senhor dá para que o PT de Feira de Santana possa inserir também no contexto estadual uma expressão política?

A.A.: Se me fosse dada a oportunidade de fazer alguma sugestão ao nosso governador eu faria. Sinceramente, o PT de Feira de Santana tem um dos melhores quadros em níveis estadual e federal, que é o deputado Sérgio Carneiro. Com a sensibilidade política e social, com o exercício da intuitividade que o presidente Lula tem nos ensinado a exercitar, eu diria ao governador Jaques Wagner que é preciso avaliar a possibilidade de termos Sérgio Carneiro na chapa para vice-governador do estado, junto com ele. Por que essa avaliação? Por que a inserção de Sérgio como candidato a vice iria estimular muito Feira de Santana a fazer a luta da disputa política para o governo do estado com o governador Jaques Wagner. Iria estimular também o nosso senador João Durval a ir a campo, à televisão, aos grandes comícios fazer a disputa para reelegermos o governador Wagner no primeiro turno. É preciso destacar que Sérgio tem 12 anos de partido e é um quadro que honra o PT de Feira de Santana, da Bahia e do Brasil. Trata-se de um político que possui visibilidade nacional e além do seu próprio potencial, traria o senador João Durval para a disputa.

ANGELO ALMEIDA FALA SOBRE JOÃO DURVAL E O GOVERNADOR JAQUES WAGNER
Postado em 29/1/2010 às: 03:52:37

J.O.: O senhor admite que existe um distanciamento hoje entre o senador João Durval e o governador Jaques Wagner?
A.A.: A pessoa ideal para fazer esse comentário é o próprio senador. Eu posso falar como filiado do PT, como vereador do partido e como feirense – até por que a nossa cidade está numa posição prioritária em meus debates e em minhas posições políticas. Acredito que o senador João Durval deveria merecer do PT e do governador Wagner – pela importância que teve na caminhada – uma atenção especial. Assim como o governador, o senador também é aberto ao diálogo e ao debate. Ainda não é hora de ficarmos imaginando que o senador não vai fazer a disputa eleitoral. Ele vai fazer e eu espero que esteja do nosso lado.

J.O.: Essa indicação de Sérgio Carneiro ´é para trazer João Durval com toda a força para a campanha na região de Feira de Santana seria uma forma de frear essa possível candidatura do José Ronaldo de Carvalho a senador?
A.A.: A candidatura do deputado Sérgio Carneiro representaria uma série de vantagens para o governador e para a nossa chapa. A inserção do deputado Sérgio Carneiro na juventude é algo fantástico e deve-se à qualidade do mandato que ele vem exercendo. O deputado Sérgio Carneiro poderia contribuir com a articulação da campanha pela experiência que obteve, por exemplo, quando coordenou a campanha de João Durval aqui em Feira de Santana. É lógico que o governador tem hoje uma situação muito confortável, mas eu, se pudesse dar sugestão ao governador, diria que não é hora de abrir a guarda. Se nós pudéssemos fazer um enfrentamento na maior cidade do interior do estado da Bahia para fazer um contraponto ao ex-prefeito José Ronaldo, seria muito interessante por que daria uma repercussão em toda a região. Venho dizendo em toda a minha caminhada política: o que acontece em Feira de Santana reflete em cerca de três milhões de habitantes que estão gravitando em torno da cidade.

J.O. : Como é a sua relação com o Movimento dos Sem Terra?

A.A.: Muito boa. Tenho no MST grandes amigos. Em alguns momentos participamos de disputas, unidos do mesmo lado ou não. No PED, por exemplo, não estivemos juntos, mas isso não implica em diminuir a admiração que tenho pela luta do MST, que busca transformar a nossa sociedade, tornando-a mais igual. É o que eles querem e é o que nós do PT queremos também.

J.O.: Comenta-se sobre uma possível candidatura sua a deputado estadual...

A.A.: Essa é uma postulação que não é só minha. Há um grupo de pessoas que nos acompanha e fomenta no PT, a oportunidade de dizer para a sociedade que não podemos imaginar que o PT queira crescer numa cidade com aproximadamente 400 mil eleitores, tendo apenas um deputado estadual como representante na Assembléia Legislativa. É preciso que nós cresçamos também. Nós temos a pretensão de um dia governar, de ser poder, de lutar mais por Feira de Santana e para isso precisamos ousar. E ousar é fazer isso. É ir para a disputa, ir para o debate. Tanto eu, como o companheiro Marialvo Barreto estamos e vamos colocar os nomes à disposição do partido. Se o partido nos der essa possibilidade, Feira de Santana pode ter certeza que eu procurarei zelar da minha campanha e do meu mandato, se o povo assim quiser, da mesma forma que tenho feito enquanto vereador.

J.O.: Qual o diferencial de seu mandato na Câmara de Vereadores?

A.A.: Como a minha família já está construída e graças a Deus todos bem encaminhados, eu estou me dedicando integralmente a política. Não há mais nela, espaço para pessoas que querem usar e fazer da política um meio de vida, com objetivos pessoais. Isso eu aprendi em minha caminhada de quase 30 anos acompanhando, e agora, participando efetivamente. Portanto, estou devidamente preparado para exercer tanto um mandato de vereador quanto um de deputado. Não deve ser motivo de orgulho para ninguém falar que é direito, por que isso é uma obrigação de todos. Ser direito é algo que aprendi com o meu pai desde cedo. O que a nossa sociedade e o nosso eleitorado querem hoje é ter políticos honestos, exercendo mandatos públicos e sendo, verdadeiramente, representantes do povo. Essa é uma fórmula básica e não há mais o que inventar. Eu vou conduzir a minha vida pública enquanto vereador ou enquanto deputado, se Feira de Santana me der essa oportunidade, da mesma forma.

J.O.: Não poderia deixar de perguntar. Como está a sua relação com o deputado Zé Neto?

A.A.: Deveria ser melhor e vou trabalhar pra que isso aconteça. Tenho boas relações com alguns assessores dele e acredito que a nossa caminhada vai cuidar de melhorar todas elas, não só nossas, mas também entre os deputados Zé Neto e Sérgio Carneiro e outros companheiros, para que o PT de Feira de Santana alcance uma uniformidade e demonstre que há maturidade política para sermos capazes de aplicar a essência do modo petista de governar, em Feira de Santana.

J.O.: No último PED o senhor arriscaria dizer quem ganhou? Sérgio Carneiro, Zé Neto ou ninguém ganhou na disputa interna entre os dois?

A.A.: Pelo equilíbrio do presidente Jaime Cruz e pelo que tenho acompanhado não tenho nenhuma dúvida que ninguém perdeu. O PT de Feira de Santana foi quem ganhou com essa disputa e com a nova conjuntura política do partido na cidade.

Fonte Blog do Jair Onofre




ESTOQUE DE ÓVULOS


Cientistas descobriram por que é tão difícil para mulheres terem filhos depois dos 30 anos – elas, provavelmente, já usaram 90% da sua reserva de óvulos até então. Ainda é possível que elas produzam óvulos enquanto têm 30 ou 40 anos, mas, na verdade, seu “reservatório” de óvulos em potencial já diminuiu para praticamente nada.

O estudo sugere também que o organismo feminino escolhe os melhores óvulos para “ir primeiro” e a qualidade dos restantes seria menor, aumentando a dificuldade de concepção e os riscos de saúde que o bebê sofre.

Uma mulher saudável nasce com, aproximadamente 300 mil óvulos em potencial, mas o declínio desse número é muito maior do que se pensava. Quando chega aos 30 anos, só restam a ela 12% da quantidade inicial de óvulos.

» Quer engravidar? Relaxe

Os pesquisadores dizem que as mulheres erram ao pensar que, porque elas ainda estão com o ciclo menstrual inalterado, sua fertilidade ainda é a mesma. Mas o estudo que analisou mais de 300 mulheres britânicas mostrou que a realidade é bem diferente.

Outra descoberta foi que o número de óvulos que cada mulher produz é significativamente diferente. Algumas podem produzir até milhões enquanto algumas produzem apenas trinta mil. Para as últimas que desejam filhos, os médicos aconselham a não deixar a gravidez para mais tarde. (Telegraph)

Fonte HypeScience

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

UTILIDADES ESPECIAIS DO SEU CELULAR


CONHEÇA AS QUATRO UTILIDADES QUE ESTÃO ESCONDIDAS EM SEU CELULAR.
04 coisas que você nunca soube sobre seu celular.
Será útil manter essas informações com você.
Existem algumas coisas que podem ser feitas em caso de emergência.
Seu celular é uma ferramenta que pode salvar sua vida.
Veja o que ele pode fazer por você:

Emergência I
O número universal de emergência para celular é 112
Se você estiver fora da área de cobertura de sua operadora e tiver alguma emergência, disque 112 e o celular irá procurar conexão com qualquer operadora possível para enviar o número de emergência para você, e o mais interessante é que o número 112 pode ser digitado mesmo se o teclado estiver travado. Experimente!

Emergência II
Você já trancou seu carro com a chave dentro?
Seu carro abre com controle remoto? Bom motivo para ter um celular.
Se você trancar seu carro com a chave dentro e a chave reserva estiver em sua casa, ligue pelo seu celular, para o celular de alguém que esteja lá. Segure seu celular cerca de 30cm próximo à porta do seu carro e peça que a pessoa acione o controle da chave reserva, segurando o controle perto do celular dela. Isso irá destrancar seu carro, evitando de alguém ter que ir até onde você esteja, ou tendo que chamar socorro. Distância não é impedimento. Você pode estar a milhares de quilômetros de casa, e ainda assim terá seu carro destrancado.

Emergência III *3370#
Vamos imaginar que a bateria do seu celular esteja fraca. Para ativar, pressione as teclas: *3370#
Seu celular irá acionar a reserva e você terá de volta 50% de sua bateria. Essa reserva será recarregada na próxima vez que você carregar a bateria.

Emergência IV *#06#
Para conhecer o número de série do seu celular, pressione os seguintes dígitos: *#06#
Um código de 15 dígitos aparecerá. Este número é único. Anote e guarde em algum lugar seguro. Se seu celular for roubado, ligue para sua operadora e dê esse código. Assim eles conseguirão bloquear seu celular e o ladrão não conseguirá usá-lo de forma alguma. Talvez você fique sem o seu celular, mas pelo menos saberá que ninguém mais poderá usá-lo. Se todos fizerem isso, não haverá mais roubos de celular.

PS: Essas informações não são conhecidas, por isso passe para seus amigos e familiares.

Colaboração do seguidor Oldemir Marques.





TERREMOTO "MADE IN THE USA"

Terramoto no Haiti: Fabricado nos EUA


AUTOR: Ted RALL

Traduzido por Alexandre Leite


À medida que foram chegando os macabros relatos do terramoto no Haiti, as notícias nos meios de comunicação controlados pelos EUA todas traziam uma frase descritiva: "O Haiti é o país mais pobre do hemisfério Ocidental..."

Chiça, pergunto-me como é que isso terá acontecido?

Seria de imaginar que o Haiti fosse podre de rico. Afinal, fez a fortuna de muita gente.

Como é que o Haiti ficou tão pobre? Apesar de um século de colonialismo americano, ocupação, e apoio de ditadores corruptos? Mesmo tendo a CIA encenado golpes de estado contra todos os presidentes democraticamente eleitos que já tiveram?

É uma questão importante. Um terramoto não é só um terramoto. O mesmo sismo de 7.0 em São Francisco (EUA) não mataria tantas pessoas como em Port-au-Prince.

"Olhando para as imagens, parece essencialmente que os edifícios são feitos de tijolos ou de blocos de cimento, e o que é preciso em zonas de terramotos são vigas de metal que unam os blocos para que eles se mantenham juntos quando há o sismo," nota Sandy Steacey, directora do Instituto de Investigação de Ciências Ambientais da Universidade do Ulster na Irlanda do Norte. "Num país próspero com boa construção anti-sísmica, haveria alguns danos, mas não muitos."

Quando um monte de blocos de cimento cai em cima de uma pessoa, as hipóteses de sobrevivência não são muitas. Mesmo que miraculosamente sobreviva, um país pobre como o Haiti não tem o equipamento, as infra-estruturas de comunicação ou o pessoal de serviço de emergência para retirar as pessoas dos escombros a tempo. E se os vizinhos a ajudarem a sair, não há ambulâncias para a levar para o hospital, ou médicos para a tratar quando lá chegar.

Favela Haiti
Fotografia:REUTERS/Carlos Barria

Os terramotos são acontecimentos aleatórios. A quantidade de pessoas que morre é pré-determinada. No Haiti, esta semana, não deitem as culpas para cima das placas tectónicas. Noventa e nove por cento das mortes podem ser atribuídas à pobreza.

Por isso a questão é relevante. Como é que o Haiti se tornou pobre?

A história começa em 1910, quando o consórcio Departamento de Estado dos EUA - Banco Nacional da Cidade de Nova Iorque (agora chamado Citibank) comprou o Banco Nacional do Haiti – o único banco comercial do Haiti e o seu tesouro nacional - transferindo de facto as dívidas do Haiti para os americanos. Cinco anos depois, o Presidente Woodrow Wilson ordenou o envio de tropas para ocuparem o país de modo a deitarem um olho no “nosso” investimento.

De 1915 a 1934, os Marines dos EUA impuseram uma dura ocupação militar, assassinaram patriotas haitianos e desviaram 40 por cento do Produto Interno Bruto do Haiti para os banqueiros dos EUA. Os haitianos foram banidos de cargos governamentais. Haitianos ambiciosos foram colocados no exército fantoche, montando o cenário para uma ditadura de meio século apoiada pelos EUA.

Os EUA mantiveram o controlo das finanças do Haiti até 1947.

Sendo assim, de que se queixam os haitianos? Sim, nós roubámos 40 por cento da riqueza nacional do Haiti durante 32 anos. Mas deixámos 60 por cento para eles.

Choramingas.

Apesar de quase ter sido abafada pelos banqueiros e generais americanos, a desordem civil permaneceu até 1957, quando a CIA instalou o Presidente-Vitalício François "Papa Doc" Duvalier. Os brutais esquadrões paramilitares de Duvalier, os Tonton Macoutes, assassinaram pelo menos 30,000 haitianos e forçaram as pessoas com habilitações a fugirem para o exílio. Mas vejam isto como um copo meio cheio: menos pessoas na população significa menos competição pelos mesmos trabalhos!

Aquando da morte de Papa Doc em 1971, o testemunho foi passado ao seu filho de 19 anos ainda mais devasso, Jean-Claude "Baby Doc" Duvalier. O esfriamento de relações dos EUA com Papa Doc nos seus últimos anos, rapidamente aqueceu com o seu herdeiro playboy cleptomaníaco. Enquanto os EUA despejaram armas e treinaram o seu exército como um suposto baluarte anti-comunista contra a Cuba de Castro, estima-se que Baby Doc tenha roubado entre 300 a 800 milhões de dólares do tesouro nacional, de acordo com a Transparency International. O dinheiro foi posto em contas pessoais na Suíça e noutros locais.

Sob a influência dos EUA, Baby Doc praticamente eliminou as taxas de importação de produtos dos EUA. Em pouco tempo o Haiti viu-se afogado em importações agrícolas predatórias despejadas por empresas americanas. Os produtores locais de arroz foram à falência. Uma nação que era auto-suficiente em termos agrícolas colapsou. As plantações foram abandonadas. Centenas de milhares de agricultores migraram para as atulhadas favelas de Port-au-Prince.

A era de Duvalier, 29 anos no total, chegou ao fim em 1986 quando o Presidente Ronald Reagan deu ordem às forças dos EUA para levarem rapidamente Baby Doc para o exílio na França, salvando-o de uma revolta popular.

Mais uma vez, os haitianos deveriam estar agradecidos aos americanos. O Duvalierismo foi um "amor à bruta." Forçar os haitianos a fazerem a sua vida sem o seu tesouro nacional foi uma forma simpática de os encorajar a trabalhar mais, de os levantar pelas orelhas...

E tem sido um amor à bruta desde sempre. Os EUA destituíram duas vezes o populista e popular presidente Jean-Bertrand Aristide, democraticamente eleito. Na segunda vez, em 2004, ainda lhe oferecemos um voo gratuito para a República Centro Africana! (Ele diz que a CIA o raptou, mas isso não interessa.) É que ele precisava de descansar. E foi simpático da nossa parte apoiar um novo governo formado por antigos Tonton Macoutes.

No entanto, apesar de tudo o que fizemos pelo Haiti, eles ainda são um estado falhado do quarto mundo que fica perto de uma falha geológica.

E mesmo assim, nós não desistimos. Empresas americanas como a Disney pagam generosos salários de 28 cêntimos por hora.

O que mais querem estes ingratos?

Haiti - Simanca Osmani, Cagle Cartoons, Brasil
Cartoon de Simanca Osmani, Cagle Cartoons, Brasil


Fonte: CommonDreams.org - Haitian Earthquake: Made in the USA

Artigo original publicado a 14 de janeiro de 2010

Este artigo é para português de

Sobre o autor

Alexandre Leite é membro de Tlaxcala, a rede internacional de tradutores pela diversidade lingüística. Esta tradução pode ser reproduzida livremente na condição de que sua integridade seja respeitada, bem como a menção ao autor, ao tradutor e à fonte.

URL deste artigo em Tlaxcala:
http://www.tlaxcala.es/pp.asp?reference=9794&lg=po


quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

VACCAREZZA, NOVO LÍDER PETISTA


Agência Brasil - 27/01/2010
Lula substitui liderança do governo na Câmara dos Deputados
Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula Silva decidiu hoje (27) pela nomeação do atual líder do PT na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza, para ocupar, a partir da próxima semana, a liderança do governo na Casa no lugar do deputado Henrique Fontana (PT-RS).
Liderança do PT na Câmara - 27/01/2010
Lula escolhe Vaccarezza novo líder do governo na câmara
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu hoje (27) pela nomeação do atual líder do PT na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (SP), para ocupar, a partir da próxima semana, a liderança do governo na Câmara no lugar do deputado Henrique Fontana (PT-RS).A decisão de mudar a liderança do governo foi tomada em reunião no início da tarde na Base Aérea de Brasília, da qual participaram Vaccarezza, Fontana e o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, momentos antes do presidente Lula decolar para Pernambuco. (Clique no link e veja matéria na íntegra)

REMÉDIO P/EMAGRECER


SAÚDE
O Estado de S.Paulo
Vacinação contra gripe suína será feita em 4 etapas a partir de março
Campanha deve imunizar um terço da população brasileira; idosos só receberão dose se tiverem doença crônica
O Estado de S.Paulo
OMS deve mudar regras para declarar pandemia
Investigada e sob pressão, a Organização Mundial da Saúde (OMS) teve de se explicar diante de parlamentares europeus por causa da pandemia de gripe suína.
O Estado de S.Paulo
Clínica imunizará qualquer um
Ministério não vai obrigar particular a seguir critérios
O Estado de S.Paulo
Brasil tem 21,9 milhões de tratamentos
A venda nas farmácias, proibida no ano passado, foi autorizada pelo governo.
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100127/not_imp502094,0.php
O Estado de S.Paulo
Jovem morre após lipoaspiração
Ministério Público do Distrito Federal apura se houve erro médico; no início do mês, um caso foi registrado no Rio
O Estado de S.Paulo
Anvisa faz alerta sobre remédio para emagrecer
Medida foi tomada no Brasil após a Agência Europeia de Medicamentos recomendar a suspensão da venda de sibutramina por risco de enfarte
O Estado de S.Paulo
Uso religioso do santo-daime é oficializado
Nova regra publicada pelo governo proíbe comércio do chá no País

ISaúde. net

isaude

Recentemente nós conhecemos um site irmão do HypeScience. Durante a terceira edição da Campus Party 2010, em São Paulo, pudemos conhecer esta nova fonte de notícias. OISaude.net é um site com informações voltadas para profissionais do setor de saúde.

Além do ISaude.net de ser bem mais sério e profissional do que nós, que fazemos as coisas de qualquer jeito e para qualquer um (sem ofensa, leitor), ele é um canal onde é possível encontrar notícias, podcasts e imagens atualizadas diariamente com os principais fatos que envolvem os mundos da Medicina, Odontologia, Fisioterapia, Enfermagem, Farmácia e Psicologia.

Nas editorias de Saúde Pública, Ciência e Tecnologia, Profissão Saúde, Foto Saúde, Artigos e Geral o você tem uma visão do panorama diário das inovações que impulsionam o setor; dos benefícios conquistados nesses campos profissionais e dos avanços que aprimoram e modificam a experiência de milhares de pacientes em todo o mundo.

Para chegar à internet, o ISaude.net contou com a expertise de jornalistas que há dez anos divulgam o setor com o jornal Informe Saúde, de publicação mensal, distribuído de forma dirigida na região Sudeste do país.

Fonte Hypescience

RAIOS X, A REVOLUÇÃO




Em 1896, essa imagem fantasmagórica de uma mão usando um anel de casamento chocou e fascinou o público. Essa “foto” foi o primeiro raio-X do mundo e, desde então, o método mudou o mundo da medicina.

Um ano antes, o físico Wilhelm Roentgen fez esse primeiro raio-X, da mão de sua esposa. Alguns dias depois, a descoberta já estava nas capas de jornais, chocando o mundo. Para tirar esse raio-X Roetengen usou o material que tinha em casa e em seu laboratório (incluindo a esposa), já que seu laboratório ficava acima do apartamento no qual ele vivia.

Naquela época, então, a mais nova mania se tornou tirar um “retrato” de seu próprio esqueleto. Todo mundo passou a ter curiosidade em relação ao seu interior. No final do século 19 nos EUA era moda que mulheres recém-casadas fizessem um raio-x de sua mão com a aliança para mandar para a família como atestado de que eram definitivamente comprometidas.
Mas as primeiras descobertas em relação aos raios-X foram publicadas não em revistas especializadas em medicina, mas em revistas sobre fotografia.

O que é mais assustador é que as pessoas se expunham a altíssimas doses de radiação ionizada constantemente, pensando que era totalmente seguro, sem conhecimento que poderia ser extremamente danoso para a saúde.

Iniciou-se a era da radiologia do raio-x e outras tecnologias surgiram nas décas posteriores. [BBC]

Fonte HypeScience