"TODA SOCIEDADE SE AFERRA A UM MITO E VIVE POR ÊLE. O NOSSO MITO É O DO CRESCIMENTO ECONÔMICO"- Tim Jackson

domingo, 28 de fevereiro de 2010

PARCERIA PÚBLICO PRIVADA

Vídeos Relacionados

Áudios Relacionados

Fotos Relacionadas

 Publicada às 12h50

Atualizada às 14h30, 15h20 e 17h30

Daniel Senna,
de São Paulo (SP)

O consórcio formado pelas empresas Promédica (baiana) e Dalkia (francesa) venceu a licitação para Parceria Público-Privada (PPP) que vai administrar o Hospital do Subúrbio de Salvador (HS). A última etapa da disputa foi o leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), nesta sexta-feira (26). O grupo vencedor apresentou o menor preço e vai equipar e manter a unidade de saúde por 10 anos.

O outro consórcio que estava na disputa era o Salvador Saúde, formado pela carioca Facility Participações Ltda. e pela SMA Empreendimentos. Os secretários da Saúde, Jorge Solla, e da Fazenda, Carlos Martins, o procurador do Estado, Marcelo Moreno, além da equipe técnica da Sesab e do Programa de Parceria Público-Privadas da Bahia, acompanharam todo o processo.

Esta é a primeira PPP na área de saúde pública hospitalar do Brasil - 2ª no mundo - e, segundo o secretário Jorge Solla, vai garantir qualidade e amplo acesso ao atendimento. “Estamos muito satisfeitos com todo o processo. A PPP permite que a operação e gestão do hospital sejam realizadas de forma eficiente e moderna”. Solla disse ainda que a contraprestação do Estado - valor pago pelos serviços prestados - tem como requisitos “metas de qualidade e quantidade detalhadas e exigentes”. O pagamento máximo anual é de R$ 103,5 milhões.

O pagamento está vinculado a um sistema de monitoramento que se baseia em indicadores de desempenho - qualidade, representando 30% do total, e volume dos serviços de saúde – e quantidade, representando 70% do total. As prestações serão auditadas por empresa independente.

Redução de custo - O secretário Carlos Martins disse que a PPP vai reduzir custos para o Estado. “Ao invés de realizarmos licitações diferentes para contratação de pessoal, aquisição de aparelhos e administração, realizamos um processo só e a empresa fica responsável por isso”. Ainda segundo o secretário, o formato de PPP também garante mais agilidade à gestão do hospital porque “o parceiro privado não precisa seguir os mesmo tramites burocráticos para contratação e aquisição de equipamentos. Isso garante mais rapidez no atendimento das necessidades da unidade”.

O presidente do consórcio vencedor, Jorge Oliveira, afirmou que a Promédica – Dalkia está pronta para assumir o HS assim que terminarem as obras, o que está previsto para junho deste ano. “Essa PPP é uma iniciativa inovadora e nossas empresas aceitaram o desafio. Vamos dar à população baiana, atendimento de qualidade com o que há de mais moderno”


Confesso-me adepto desta estratégia gerencial.Vamos acompanhar, atentamente, os seus desdobramentos.Estes grandes Hospitais, de infraestrutura gigante e envolvendo procedimentos de alta complexidade, representam desafios administrativos maiúsculos.É necessário, até indispensável, que empresas de real capacitação técnica, participando dos riscos do empreendimento, o que lhes impõe independencia,metas, busca incessante de sucesso gerencial e empresarial, enfim, virtudes da iniciativa privada,mantenham sinergia com as garantias do Estado e o seu dever de fiscalizar. Estou torcendo e rezando pelo sucesso da iniciativa.Espero que não precarizem as relações trabalhistas e que exorcizem o clientelismo político-eleitoreiro, tão frequentes nas últimas décadas. oldecir marques

DENGUE EM SÃO PAULO


Estadão Online

SP já registra mais de 7 mil casos de dengue e 2 mortes

SÃO PAULO - A Secretaria estadual da Saúde informou que entre janeiro e 24 de fevereiro deste ano foram registrados 7.594 casos de dengue em São Paulo. Duas pessoas morreram por formas graves da doença neste ano, conforme o registro do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). A primeira morte ocorreu em 31 de janeiro na cidade de Mirassolândia e o outra no dia 6 de fevereiro no município de São José do Rio Preto. No ano passado foram registrados 8.996 ocorrências da doença de janeiro a dezembro e 12 óbitos

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,sp-ja-registra-mais-de-7-mil-casos-de-dengue-e-2-mortes,516925,0.htm

Folha Online

Casos de dengue em SP crescem 885% e total em dois meses quase atinge nº de 2009

Dados do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica), da Secretaria de Saúde de São Paulo, revelam que o número de casos de dengue registrados no Estado entre o dia 1º de janeiro e a última quarta-feira (24) já chegava a 7.594, o representa 84,41% do total registrado em 2009 --quando foram confirmados 8.996 contaminações. No mesmo período do ano passado (em seis semanas), foram 771 contaminações, segundo a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), o que representa um aumento de 884,95%

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u699582.shtml

Foto Blog Olhares/Oslaim Silva.

A MINISTRA ROUSSEF, AVANÇA!


Folha Online

Ciro diz que convite para disputar governo de SP foi uma honra

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) disse nesta sexta-feira em entrevista a uma rádio do Ceará que o governador José Serra (PSDB-SP) é a "Dilma do Fernando Henrique Cardoso" e que é "honroso" ter sido convidado para disputar o governo de São Paulo, mas mantém sua candidatura à Presidência

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u699745.shtml

iG /Agência Estado

Ciro aposta em desistência de Serra ao Planalto

O deputado Ciro Gomes (PSB) acha que o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), desistirá da disputa presidencial. Ciro estabeleceu o dia 2 de abril como a data a partir da qual a disputa pela sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva começará a ser definida

Clique aqui para ler

Terra Magazine
PT diz contar com 13 vezes mais militantes do que PSDB
O PT diz ter 1,37 milhão de filiados. Desse contingente, 518 mil são considerados militantes, ou seja, participarão da campanha presidencial da pré-candidata petista Dilma Rousseff, atualmente ministra da Casa Civil. O PSDB não fica muito atrás no número de filiados. Com 1,22 milhão de integrantes, a legenda tucana estima ter 40 mil militantes para a campanha do provável candidato José Serra, governador de São Paulo
Terra Magazine
PSDB não espera desistência de José Serra "de jeito nenhum"
O governador de São Paulo, José Serra, ainda não admitiu que concorre ao Planalto, mas o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, parece ter rompido com a fase do meio-termo. O senador pernambucano declarou ontem que Serra deve ser confirmado como candidato do partido no final de março

Agora SP / Folha

Decisão de Tribunal Eleitoral pode reabrir 2,5 mil ações e atingir Kassab

Uma decisão tomada anteontem pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pode reabrir 2.500 ações, arquivadas no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), que tentavam punir doadores que extrapolaram os limites legais na campanha de 2006

http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/ult10103u699820.shtml

Folha Online / Agência Brasil

Corrupção é um problema endêmico no país, diz advogado-geral da União

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, classificou nesta sexta-feira a corrupção como um "problema endêmico e permanente" no Brasil.

"Cabe ao Estado e aos cidadãos exercerem a vigilância e o controle permanente contra essa patologia", afirmou ele ao participar do programa "Bom Dia, Ministro".

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u699425.shtml

G1 / Agência Estado - 27/02/10 - 18h14
Dilma cresce e encosta em Serra na disputa pela Presidência, diz Datafolha
Ministra sobe cinco pontos em cenário com Ciro Gomes (PSB-CE).
Tucano segue na liderança, mas perde vantagem em todos os cenários

TERRA EM TRANSE-PLACAS TECTÔNICAS

G1 - 27/02/10 - 19h12
Número de mortos após terremoto no Chile passa de 200
Forte tremor de magnitude 8,8 ocorreu às 3h34 da madrugada.
Presidente Michelle Bachelet declarou "estado de catástrofe".

sábado, 27 de fevereiro de 2010

O GRANDE SALTO

Hélio Costa: Brasil deu um salto nas telecomunicações nos últimos 7 anos

Posted: 26 Feb 2010 04:57 PM PST


O Brasil deu um grande salto nas telecomunicações nos últimos sete anos e chegará ao final de 2010 preparado para o que vier nas próximas décadas, afirmou o ministro Hélio Costa (Comunicações) no sexto programa da série 7 Anos em 7 Minutos, que o Blog do Planalto publica nesta sexta-feira (26/2).

Segundo Costa, a TV digital se tornou uma realidade e produto de exportação, os telecentros foram popularizados e chegam hoje a todas as cidades do País, a internet já chega às regiões mais remotas e até o final deste ano, todas as escolas públicas urbanas brasileiras estarão conectadas à rede mundial de computadores.

O ministro Hélio Costa também falou sobre a excelência da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), que oferece seu serviço, com qualidade, em todas os municípios brasileiros -- com destaque para o Banco Postal, “que virou o nosso banco popular”.

Segundo o ministro das Comunicações, em pouco mais de dois anos, a TV digital chegou a 23 capitais e um total de 32 cidades-pólo, cobrindo cerca de 65% da população brasileira. O sistema adotado, com base na tecnologia japonesa e com inovações brasileiras, já foi escolhido por Argentina, Peru, Chile e Venezuela e “caminha rapidamente para ser o sistema de TV digital do Mercosul.

“Graças ao sistema que aprimoramos, a TV digital permitirá a abertura de canais públicos em todos os municípios, e dará mobilidade à imagem de TV no celular, gratuitamente.”

Hélio Costa também sobre os avanços no programa nacional de telecentros, que levou conectou todas as 5.465 cidades brasileiras à internet banda larga, mesmo as que ficam nas regiões mais remotas do País. O número de instalações passou de 3 mil para 10 mil e chegará até o final de 2010 a 18 mil pontos. Outro ponto destacado pelo ministro foi a rápida evolução da telefonia móvel no País, que deverá atingir todo o País até 2011, graças ao acordo feito com as empresas em troca da liberação das frequências da terceira geração -- a telefonia 3G.

“Já somos o quinto país do mundo em número de telefones celulares habilitados, com um total de 175 milhões de linhas em uso. Já temos a melhor rede de telefonia 3G da America Latina e a maior expansão da região em banda larga móvel.”

Além disso, frisou o ministro, o governo encaminhou à Anatel um projeto que permitirá, se aprovado, a cobertura de toda a zona rural pela telefonia celular rural ocupada. “Com isso poderemos chegar a 86 mil escolas rurais com banda larga”, afirmou

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

NOVA CULTURA

Deputado alerta para mudança cultural no processo eleitoral: eleitores poderão fazer doações pela Internet

Foto: André Oliveira

Em pronunciamento na Câmara esta semana, o deputado federal Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) lembrou que a nova lei eleitoral (Lei 12.034/2009), que já vigora para as eleições deste ano, trará como novidade as doações, por pessoas físicas, por meio eletrônico (via Internet ou cartão de crédito). No entanto, o parlamentar alerta que ainda falta a regulamentação do tema pelo Tribunal Superior Eleitoral: “Torço para que o TSE possa regulamentar a contribuição on line, a contribuição de pessoas físicas, seja por depósito bancário, seja pela Internet, de qualquer lugar do Brasil, para os candidatos. Acredito que essa forma de contribuição possa ajudar a diminuir a influência do poder econômico (via pessoas jurídicas/empresas) no financiamento das campanhas, já que o Brasil ainda não adotou o financiamento público de campanha”, disse.

O deputado também entende que haverá uma mudança cultural nos processos eleitorais o que, no entanto, não acontecerá de imediato, já nessa eleição. Em sua avaliação, a mudança acontecerá aos poucos e, “no curso de uma década, poderá contribuir para que eleitor, ao invés de pedir sacos de cimento, tijolos, blocos, dentaduras, emprego, cadeiras de igreja, ajuda para bailes de formatura, possa contribuir com 20, 50 ou 100 reais para os candidatos de sua preferência, a exemplo do que ocorreu na campanha do presidente norte-americano Barack Obama”.

Sérgio Carneiro disse, ainda, que, com essa nova cultura “aí, sim, vamos purificar o sistema eleitoral brasileiro; vamos criar uma cumplicidade entre o eleitor e o eleito, e poderemos, quem sabe, diminuir, se não acabar, com esses escândalos políticos que têm origem na necessidade de os políticos buscarem, para além dos seus salários, formas de bancar esse clientelismo e esse pede-pede a que todos são submetidos na política brasileira”.

"O SANTO LULA ESTÁ ERRADO"


Viomundo / APL
Atas de privatização do governo FHC mostram que Dilma falou a verdade e que a oposição (PSDB, DEM, PPS & Cia) mentehttp://www.viomundo.com.br/voce-escreve/as-atas-da-privatizacao/
APL
Documentos do acordo com FMI comprovam plano de privatização do BB, CEF, Furnas e PetrobraX por FHC
Dilma, em seu discurso do Congresso do PT, afirmou que o Brasil escapou de um desastre maior com a crise global porque "os brasileiros resistiram a esse desmonte" e "impediram a privatização parcial e integral da Petrobras, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal (CEF) ou de Furnas". Falou a verdade.
Já a tropa de choque de José Serra (PSDB/SP) no Senado, saiu em defesa de chefe, mentindo nos ataques à ministra Dilma Rousseff
Yahoo / Veja.com
FHC dedura: Serra é privatista
Trecho da entrevista de FHC ao jornalista Augusto Nunes, da revista Veja, sobre a privatização da Vale.
Em outras palavras, FHC quis dizer que Serra é um dissimulado
Viomundo
Estadão
Ciro indica que pode concorrer em SP
Deputado diz que 'não titubearia' em atender a pedido do presidenteO Estado de S.Paulo
Conversa Afiada

Serra: Se ficar o Ciro pega, se correr a Dilma come

http://www.paulohenriqueamorim.com.br/?p=27649

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

OBESIDADE NA FRANÇA


A obesidade progride de maneira inquietante na França.Os estudos foram realizados pela TNS Healthcare e financiados pelo Laboratório Roche.A avalanche de dados estatísticos foi apresentada pela Dra. Marie-Aline Charles e pelo Dr. Arnaud Basdevant, nutricionista do Hospital Pitié Salpêtriére,Paris, que coordena as pesquisas desde 1997.
Em 2009, 32% dos indivíduos acima de 18 anos- cerca de 14 milhões de pessoas- estavam com sobrepeso e 14,5%- 6,5 milhões de pessoas- preenchiam os critérios de obesidade.Desde a primeira edição do ObEpi(Epidemiologia da Obesidade), há doze anos,a proporção de obesos na população francesa tem se elevado de modo regular saltando de 8,5%-1997- para 14.5%- 2009. A frequência de obesidade severa( IMC maior do que 35), passou de 1,5% para 3,9% êste ano.Em média cada francês engordou 3,1 kg e sua circunferência abdominal aumentou 4,7 cm.
A coleta de dados é feita desde 1997, com periodicidade de três anos e com a mesma metodologia.Os dados são declarativos. Os participantes não são examinados por profissionais de saúde, mas respondem a questionários onde citam seu peso, sua estatura e sua cirunferência abdominal. Os dados mostram que as mulhefres são mais atingidas que os homens-15,1% contra 13,9%. O outro fator de desigualdade é de natureza geográfica. Na região Norte, que detém o recorde nacional, para cada cinco adultos, um está obeso.Mas como já foi mostrado por outras enquetes epidemiológicas, o nível sócio econômico exerce um papel crucial. Constantemente, desde 1997, a enquete ObEpi, ressalta que a obesidade é inversamente proporcional ao nível de instrução e à renda familiar. Os números são esclarecedores: em 2009,a taxa de obesidade foi de 22% no grupo de renda familiar na faixa de E$ 900,00 mensais; inversamente, na faixa de E$5.300 mensais , a frequência de obesos chega a 6%.
Os médicos e nutricionistas continuam insistindo numa cultura de emagrecimento e no estímulo à realização de atividades físicas orientadas e adoção de hábitos alimentares saudáveis,tais como aumento do consumo de frutas e legumes.
Fonte Le Figaro fr.

Evolution de la part de la population adulte obèse entre 1997 et 2006 selon les revenus mensuels du foyer

1997 (en %)
2006 (en %)
Ecart
Moins de 900 euros12,118,86,7
De 900 à 1 200 euros11,418,06,6
De 1 201 à 1 500 euros10,116,16,0
De 1 501 à 1 900 euros8,615,26,6
De 1 901 à 2 300 euros7,211,84,6
De 2 301 à 2 700 euros7,011,64,6
De 2 701 à 3 000 euros6,810,13,3
De 3 001 à 3 800 euros4,99,04,1
De 3 801 à 5 300 euros4,96,61,7
5 301 euros et plus4,35,41,1

Total8,212,44,2

Source : Enquête Obépi, 23 747 individus de 15 ans et plus

AZIA OU REFLUXO GÁSTRICO?



Muitas pessoas têm azia periodicamente, aquela terrívelqueimação bem no meio do peito, mas parece que ela fica mais freqüente com a idade – ela é mais comum nos idosos. Se você tem azia duas ou mais vezes por semana, deve ir a um médico. Você pode estar tendo um refluxo gástrico.

O refluxo é quando o ácido do estômago vai parar no esôfago. Há uma válvula no fundo do esôfago que é destinada a manter esse ácido no estômago, mas, quando ficamos mais velhos, essa válvula fica mais frouxa e a entrada o “retorno” de ácido no esôfago fica mais fácil.

Hérnias de hiato também podem contribuir para a azia, já que ficam na parte superior do estômago, acima do diafragma (que ajuda aquela válvula a deixar o ácido no estômago).

Quando a azia não é tratada você pode sofrer de dores severas no peito, obstrução e mudanças no alinhamento do esôfago.

Se você acha que seu esôfago está com problemas, esses são alguns sintomas que você pode ter: dificuldade de engolir, a sensação que a comida está presa atrás do externo, facilidade de se engasgar, dificuldade de respirar, tosse, rouquidão e perda de peso.

Se sua azia não é freqüente você pode controlá-la mudando alguns hábitos alimentares. Evite derivados do tomate, chocolate, menta, café e comidas gordurosas ou apimentadas. Medicamentos anti-ácidos também ajudam.

Agora, se no seu caso a azia é frequente, você deve procurar um médico e iniciar um tratamento adequado. Muitas vezes até mesmo a cirurgia é a melhor opção. [LiveScience]

FONTE HypeScience

MALHA FERROVIÁRIA VS BRASIL CONTINENTAL



O País amplia a malha ferroviária, valoriza escolas públicas e conquista postos de trabalhos

Posted: 23 Feb 2010 11:54 AM PST

Na coluna semanal O Presidente Responde publicada em jornais brasileiros, o presidente Lula trata da malha ferroviária, dos incentivos do governo às escolas que obtiveram desempenhos elevados na Prova Brasil e o Prominp [Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural]. A primeira questão foi apresentada pelo ferroviário Nílson Roberto Marques, 53, do município de Bofete (SP). Marques indagou sobre a necessidade do Brasil ter uma malha ferroviária compatível às dimensões continentais.

“Durante décadas, o transporte rodoviário foi tão favorecido, que hoje responde por 58% do movimento de carga no país. O ferroviário transporta 25%. Nós temos trabalhado para mudar esse quadro. O transporte ferroviário é mais barato que o rodoviário e reduzir custos é fundamental para aumentar a competitividade dos produtos brasileiros. Estamos com várias ferrovias em obras. O trecho original da Norte-Sul, ligando o porto de Itaqui (MA) a Anápolis (GO), estará concluído até o final de 2010. Já inauguramos 356 km e mais 1003 km estão em obras”, disse Lula.

Leia aqui a íntegra da coluna O Presidente Responde.

Já Ruthnéia Vieira L. Costa, 43, diretora pedagógica da Escola Municipal Casa Meio Norte, de Teresina (PI), perguntou: Quais incentivos o governo federal oferecerá para as escolas de periferia que conquistaram os mais elevados desempenhos na Prova Brasil?

“Com a criação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, em 2007, foi possível estabelecer metas para os sistemas municipais, estaduais e federal de ensino até 2021. Desde 2007, as escolas públicas de ensino fundamental, que cumpriram as metas do Ideb, passaram a receber uma parcela extra de 50% nas transferências de recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola”, explicou.

O técnico em segurança do trabalho Alexandre Lourenço Monteiro, 35, de Vitória (ES), quis saber se há necessidade de reformular o Prominp que, segundo ele, não estaria cumprindo a finalidade de gerar emprego e desenvolvimento para o país.

“Os resultados do Prominp, em seus mais de seis anos, mostram que o programa tem cumprido muito bem a sua finalidade de gerar empregos e preparar pessoas e empresas para atender a indústria do petróleo e gás natural. Até o mês que vem terão sido formados 78 mil profissionais para atuar no setor do petróleo e gás. Dos alunos já qualificados pelo Prominp, 81% estão hoje empregados com carteira assinada”, informou.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

O ESTADO E O CAPITALISMO

EX-GUERRILHEIRA DURONA, QUE DEFENDEU A DEMOCRACIA DE ARMA EM PUNHO,TORNOU-SE CAPA DA VEJA E É CANDIDATA A PRESIDENTE DO BRASIL.
Observatório da Imprensa
Dilma candidata - A revista Veja de ressaca - por Luciano Martins Costa
Transformada em panfleto político nos últimos anos, a publicação semanal de maior circulação do Brasil apresenta na capa, da edição desta semana, a ministra Dilma Rousseff, anunciada candidata à Presidência da República no quarto congresso do Partido dos Trabalhadores.
O que deve ter surpreendido muitos leitores é o tom ameno, até cordial, com que a engajada revista trata a ministra, a quem considera desde muito como uma adversária quase pessoal
Observatório da Imprensa
Dilma candidata - As manchetes unânimes - por Alberto Dines
O governo, ao que parece, pretende converter a escolha do sucessor do presidente Lula num plebiscito, por isso aposta numa intensa comparação entre os seus dois mandatos com os dois mandatos do antecessor, o presidente FHC.
Todas as eleições são plebiscitárias, sem exceção, e todas costumam ser muito disputadas. Mas por conta de um confronto que ainda não aconteceu, a imprensa antecipou-se e aproveitou o 4º Congresso Nacional do PT para acirrar os ânimos
Época

"Você acha que sou um poste?" - Entrevista com Dilma Rousseff

Em sua primeira entrevista como candidata à Presidência, a ministra Dilma Rousseff desafia os adversários a demonstrar maior experiência de governo do que ela.

No sítio da revista, a íntegra da entrevista é exclusiva para seus assinantes

Alternativa:
Clique aqui e leia íntegra da entrevista acima.
Época
A construção da candidata Dilma
Ela chegou ao governo como a ex-guerrilheira durona, que dominava reuniões com planilhas e dados. Sai como uma política treinada por Lula na arte de caçar votos
Veja
Capa da revista - "A realidade mudou, e nós mudamos com ela"
clique aqui para ver a capa. A íntegra da matéria está no link abaixo.
Veja
A candidata conquista o ninho
O PT aceita oficialmente a candidatura imposta por Lula. Resta saber o que Dilma aceitará do PT no caso de chegar à Presidência da República
(Obs: a respeito desta reportagem, leia, no tópico MÍDIA, a análise do conteúdo desta reportagem feita pelo jornalista Luciano Martins Costa, no Observatório da Imprensa, sobre o tom ameno, até cordial, com que a engajada revista trata a ministra, a quem considera desde muito como uma adversária quase pessoal)

Clique aqui e leia a íntegra da entrevista acima



MOSQUITO DA DENGUE (SEM ASAS)



23/2/2010

Agência FAPESP – Para combater a transmissão de dengue, que tal cortar o mal pela raiz? Ou melhor, que tal cortar as asas dos mosquitos – ou, pelo menos sua capacidade de voar? Essa é a sugestão de um grupo internacional de pesquisadores, que obteve uma nova linhagem de mosquitos na qual as fêmeas não podem voar.

O estudo, feito por um grupo do Reino Unido e dos Estados Unidos, será publicado esta semana no site e, em breve, na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Fêmeas do principal vetor da dengue, o Aedes aegypti, quando não conseguem voar, morrem rapidamente, reduzindo o número de mosquitos e, por consequência, a transmissão da doença, segundo os autores do estudo. Machos podem voar, mas não picam ou transmitem a doença.

Um dos principais problemas de saúde pública no mundo, a dengue provoca anualmente de 50 milhões a 100 milhões de casos. Não há vacina para a doença, que coloca quase 40% da população global em risco.

Os cientistas alteraram geneticamente mosquitos machos que, ao cruzar com fêmeas selvagens, transmitiram seus genes aos descendentes. As fêmeas da geração seguinte não foram capazes de voar por que a alteração genética afetou o desenvolvimento dos músculos das asas.

Os autores da pesquisa estimam que a nova linhagem pode suplantar a população nativa em até nove meses, em alternativa eficiente e que não envolve o uso de pesticidas.

“Os métodos atuais de controle da dengue não são suficientemente eficientes e, por conta disso, novas alternativas se fazem urgentemente necessárias. Controlar o mosquito que transmite o vírus poderia reduzir significativamente a morbidade e mortalidade humanas”, disse Anthony James, professor da Universidade da Califórnia em Irvine e um dos autores do estudo.

Segundo James, uma das principais autoridades mundiais em doenças infecciosas transmitidas por insetos, há ainda estudos a serem feitos para confirmar a viabilidade do novo método, mas o potencial é de aplicação não apenas para a dengue, como também para outras doenças, como malária e febre do oeste do Nilo.

O artigo A female-specific flightless phenotype for mosquito control, de de Luke Alphey e outros, poderá ser lido em breve por assinantes da Pnas em www.pnas.org/cgi/doi/10.1073/pnas.1000251107.

OSTEOPOROSE


Uma pílula diária fez com que a osteoporose desaparecesse de ratos diagnosticados com o problema. Os roedores receberam cura para osteoporose severa e os resultados sugerem que um remédio semelhante possa ser desenvolvido para os humanos.

O composto, que bloqueia a produção de serotonina, fez com que a densidade dos ossos dos ratos voltasse ao normal. De acordo com os pesquisadores, quando os ossos recuperados eram analisados eles pareciam perfeitos e não tinham “sinais"” da doença.

Agora a equipe de cientistas está se esforçando para desenvolver a versão “para humanos” da substância, que poderia ajudar milhares de mulheres que, com a idade, desenvolvem osteoporose.

Os resultados mostraram que a serotonina, muitas vezes, acaba inibindo a formação de ossos. Então fazer com que o corpo produza menos serotonina seria uma forma de curar a osteoporose. Isso não quer dizer que esse inibidor impede a produção de serotonina no corpo todo – apenas a prejudicial (produzida no intestino. A serotonina “boa” é produzida no cérebro).

Fonte HypeScience

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ADIPÓCITOS VISCERAIS E PERIFÉRICOS



"O tecido adiposo intra-abdominal (gordura corporal em torno dos órgãos viscerais) está associado com efeitos negativos à saúde, independentemente da quantidade de gordura corporal(1,2). O elevado acúmulo de tecido adiposo na cavidade intra-abdominal está associado à hipertensão, como relatado no African American Ethnicity Study(3), e ao risco de arteriosclerose em japoneses não-obesos, ou seja, com índice de massa corporal (IMC) normal(4).A obesidade é reconhecida como um problema de saúde pública que afeta a população adulta dos Estados Unidos e do mundo inteiro, aumentando o risco para doenças crônicas e para a redução da expectativa de vida(5,6). Embora a obesidade contribua para a resistência insulínica e o diabetes mellitus, essas alterações metabólicas são elevadas na população urbana da Índia, a qual apresenta IMC menor e relação cintura-quadril maior que a de europeus(1), demonstrando que a distribuição do tecido adiposo na região abdominal é tão importante quanto o IMC para o risco de desordens metabólicas(4,7).

A existência de tecido adiposo intra-abdominal também tem sido observada em crianças e adolescentes não-obesas(2). Utilizando tomografia computadorizada (TC), foi verificado que, independentemente do depósito de tecido adiposo subcutâneo no abdome, o aumento anual em 1 cm2 na área de tecido adiposo visceral está associado com elevação de aproximadamente 5% nos níveis sanguíneos de insulina ao jejum, em crianças norte-americanas(8)."(Radiologia Brasileira vol.40núm.5 São Paulo Sept/Oct.2007)

ANGIOTENSINOGÊNIO

O Angiotensinogênio é produzido no tecido adiposo, onde são encontrados, também,os restantes componentes do eixo angiotensinogênio I- enzimas de conversão- angiotensinogênio II. Êstes peptídeos, a nível cardiovascular, tem efeitos vasoconstritores e hipertensores e na remodelagem cardíaca e vascular. Em associação com as citocinas, permite explicar a associação da obesidade com a hipertensão arterial e morbilidade cardiovascular.

Os adipócitos periféricos, encontrados no tecido adiposo subcutâneo são aglomerados de células pequenas, bem diferenciadas, altamente sensíveis à insulina e não associados à aterogênese, alem de apresentar baixa lipólise; os adipócitos viscerais são pouco diferenciados,maiores, apresentam baixa sensibilidade à insulina, alta lipólise e estão associados à hipertensão e à diabetes tipo II.

O nosso desejo é ressaltar a importância da gordura visceral em particular e da obesidade, em geral,na determinação de distúrbios metabólicos capazes de desencadear diabetes, hipertensão , aterogênese e doenças cardiovasculares. O problema é mundial: a obesidade cresceu cerca de 6% na desenvolvida França,(de 8.5% para 14.5%) considerando estudos epidemiológicos realizados entre 1997 a 2009.Êste tema será motivo da nossa próxima postagem.Os estudos epidemiológicos franceses apontam uma relação inversa entre obesidade e renda familiar,o que nos faz pensar no acesso aos alimentos de qualidade em função da renda e numa cultura alimentar inadequada, por baixo nível de instrução. Não há de se descartar fatores genéticos. Ilustrarei com fotografias da gordura abdominal e da visceral, já que no artigo da Agência Fapesp consideramos a alternativa de medir a gordura visceral através da aplicação da Tomografia, com um simples corte tomográfico na região umbilical. Já estou com a requisição na mão e apelarei aos radiologistas da UNIMED Feira, que tem tomógrafo muito bom e excelentes profissionais, para realizarem as minhas medidas.Oldecir Marques.


KASSAB É CASSADO


G1
Juiz eleitoral confirma cassação de Kassab, vice e oito vereadores
Eles são acusados de receber recursos de fontes vedadas.
Magistrado diz que recurso garante permanência no carhttp://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1499049-5605,00-JUIZ+ELEITORAL+CONFIRMA+CASSACAO+DE+KASSAB+VICE+E+OITO+VEREADORES.html
JT
Kassab é cassado pela Justiça
Condenação por captação ilícita na campanha inclui a vice. Ambos seguem no cargo enquanto recorrem
O Estado de S.Paulo
Condenação causa ''perplexidade'', diz advogado de Gilberto Kassab
Ricardo Penteado, que defende o prefeito, afirma que cassação não tem base legal e que irá recorrer
Folha de S.Paulo
Defesa diz que recorrerá de decisão que cassou mandato de Kassab
A defesa do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), afirma em nota que irá recorrer da decisão que cassou o mandato do democrata por suposto recebimento de doações ilegais na campanha de 2008.
Folha de S.Paulo
Impacto eleitoral de cassação de Kassab preocupa Serra
Desde a noite de sábado, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), acompanha, apreensivo, os desdobramentos da cassação do mandato do prefeito Gilberto Kassab, com quem conversou ao telefone, informa a reportagem de Catia Seabra, publicada nesta segunda-feira (22) pela Folha.
Diagnóstico da gestão do PSDB em SP.pdfDiagnóstico da gestão do PSDB em SP.pdf
3400K Visualizar Baixar

domingo, 21 de fevereiro de 2010

PRAGMATISMO OU PROGRAMA DO PARTIDO?



21/02/2010

Correio Braziliense
Onde está a esquerda no Brasil? - por Emir Sader ( Sociólogo)
The Economist disse que era tão perigoso defender o liberalismo no Brasil quanto fazer amor em plena via pública.
O Estado de S.Paulo
Para petistas, é difícil prever se ela será líder
Eles se esquivam da tese de que lulismo se sobrepôs ao petismo
O Estado de S.Paulo
Serra quer neutralizar discurso social do PT com pacote para baixa renda
Governo paulista expandirá investimento em programas de microcrédito, de moradia popular e de escolas técnicas
O Estado de S.Paulo
Encontro com Aécio sinalizará candidatura
Serra espera apenas desembarque do mineiro hoje, após férias no exterior, para acertar visita esta semana
O Estado de S.Paulo
PSDB quer Afif como vice em SP
Filiado ao DEM, secretário de Emprego e Relações de Trabalho é visto por tucanos como 'nome ideal' para posto
O Estado de S.Paulo
Marina mira internet para compensar TV
Candidata tem blog, Twitter e perfil no Facebook
O Estado de S.Paulo
Corrupção pode se tornar crime hediondo
orreio Braziliense
Pesquisas eleitorais em xeque - por André Duarte
Especialistas em estatística afirmam que o modelo utilizado pelos institutos brasileiros para medir intenção de votos é impreciso e não inspira confiança
http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2010/2/21/pesquisas-eleitorais-em-xeque/?searchterm=dilma
O Estado de S.Paulo
Programa de governo ainda será discutido, avisa Padilha
O ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, tentou amenizar ontem o impacto das mudanças promovidas nas diretrizes do programa de governo petista
Correio Braziliense
Destaque para as mulheres
PT usa discursos e vídeo a fim de reforçar a importância do papel feminino para o país. Estratégia é sensibilizar esse público-alvo, que ainda prefere Serra a Dilma
Folha de S.Paulo
Blog do Josias: Dilma diz que "sem dúvida" Lula pode retornar em 2014
"Lula chegou a um ponto de liderança pessoal, política, nacional e internacional, que o futuro dele é o que ele quiser", disse Dilma em entrevista à revista "Época", segundo o blog do Josias.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u696811.shtmlCongresso do PT aclama Dilma Rousseff à sucessão de Lula

O Partido dos Trabalhadores indicou por aclamação neste sábado a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para disputar a sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva, na eleição presidencial de outubro.



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

GORDURA VISCERAL





18/2/2010

Por Alex Sander Alcântara

Agência FAPESP – As medidas usuais da circunferência da cintura e do quadril e o índice de massa corporal (IMC) podem ser indicadores do risco de desenvolver doença coronariana. Mas um novo estudo aponta um outro indicador, bem menos conhecido: a gordura visceral abdominal.

Segundo a pesquisa, feita no Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a área de gordura visceral abdominal superior a 150 cm² aumenta em quase três vezes as chances de adquirir doença arterial coronariana. Nos valores acima de 100 ou 110 cm² começam a surgir complicações metabólicas da gordura visceral, como aumento nos niveis de glicose, colesterol e hipertensão arterial.

A pesquisa, cujos resultados foram publicados na revista internacional Atherosclerosis, avaliou 125 indivíduos (71 homens e 54 mulheres), com idade média de 56 anos, sem diagnóstico prévio de doença coronária.

Submetidos a exames de tomografia computadorizada, cerca 70 pacientes (56%) apresentaram medidas das áreas de gordura visceral abdominal “significativamente associadas ao diagnóstico de doença arterial coronária”, de acordo com o trabalho.

Os pesquisadores também verificaram que, quando os pacientes foram submetidos a exames antropométricos e tomográficos tradicionais, os resultados não indicaram uma associação com a doença nos indivíduos com diagnóstico de doença arterial coronariana, que é caracterizada pelo bloqueio gradual das artérias coronárias.

De acordo com Luiz Francisco Rodrigues Ávila, médico assistente da Divisão de Imagem do InCor e um dos autores do estudo, uma das explicações para a não detecção da gordura visceral (que se encontra em uma estrutura mais profunda dentro da cavidade abdominal) nos exames convencionais é a falta de instrumentos para isolar o tecido adiposo subcutâneo.

“Quando realizamos a medida da cintura em um indivíduo estamos incluindo na aferição o seu tecido adiposo subcutâneo que não está relacionado com doença arterial coronariana. Por isso, medidas semelhantes da circunferência abdominal podem representar riscos metabólicos completamente diferentes por não conseguir estimar com precisão a adiposidade visceral”, disse à Agência FAPESP .

O projeto coordenado pelo pesquisador, intitulado “Relação de gordura visceral abdominal e doença coronária avaliada pela tomografia computadorizada de múltiplos detectores”, teve apoio da FAPESP na modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular.

Segundo Ávila, o exame de tomografia computadorizada ainda não faz parte do arsenal padrão de diagnóstico. “Mas, diferentemente do que se imagina, é um exame facilmente reprodutível. Um hospital que tenha tomógrafo, desde o mais simples ao mais complexo, em qualquer lugar do país, pode realizá-lo. É muito fácil de ser feito e é um fator preditivo importante para doença coronária”, destacou.

Ele destaca que a tomografia é o único método pelo qual é possível – com um único corte no abdômen na altura do umbigo – identificar e medir o índice de gordura visceral. “É um exame feito apenas com um corte simples no abdômen, na altura do umbigo”, disse.

“Quando se vai ao cardiologista e se faz a medida da cintura, cerca-se o risco sem olhar dentro da artéria, considerando a gordura da parede abdominal como se fosse a mesma da visceral, mas são diferentes. A gordura visceral é muito mais perigosa do que a subcutânea”, alertou.

O estudo não verificou relação direta entre obesidade e gordura visceral. “Um indivíduo pode ser obeso e não ter um índice elevado de gordura visceral. Ao se analisar a coronária desse paciente, podemos ter ausência de sintomas da doença”, disse.

Segundo Ávila, duas pessoas podem ter a mesma medida de circunferência e, no exame de angiografia (método de visualização dos vasos sanguíneos), somente uma delas apresentar diagnóstico de doença arterial coronariana.

A pesquisa também resultou na dissertação de mestrado de Mateus Diniz Marques, médico estagiário do Setor de Ressonância e Tomografia Cardiovascular do InCor, em estudo orientado por Ávila.

Discrepância no diagnóstico

A doença arterial coronariana é uma das principais causas de morte em todo o mundo. Mas seus sintomas demoram para aparecer. “Até a artéria ter 70% de obstrução, geralmente não há sintomas, e os exames convencionais não apresentam alterações significativas”, disse Ávila. Mas, segundo ele, cerca de 68% do infartos têm ocorrido em pessoas que apresentam placa menor que 50%.

“É uma discrepância porque só enxergamos a doença quando ela apresenta obstrução maior do que 70%, mas os pacientes têm tido infarto com placa menor do que 50%. Os exames podem estar normais em relação a outros fatores de risco, mas a pessoa pode enfartar por conta de uma placa que não é detectada nos exames”, disse.

Uma das questões, segundo Ávila, é tentar compreender por que a gordura que está na parede do abdômen não tem tanta importância como a que se encontra nas vísceras. “Ambas são depósitos gordurosos, mas a qualidade é diferente. A visceral é mais danosa”, explicou.

“Tentamos demonstrar que existe sensibilidade e especificidade da gordura visceral que é muito maior na indicação da doença coronária do que a medida do diâmetro abdominal”, disse.

Segundo Ávila, o trabalho terá prosseguimento. “Vamos acompanhar todos os pacientes que foram submetidos às análises. Queremos comparar os dados com análises bioquímicas. O objetivo é identificar outros marcadores no sangue com a gordura visceral alterada”, disse.

Os outros autores do artigo são Mateus Marques, Raul Santos, José Parga, José Rocha-Filho, Luiz Quaglia e Márcio Miname.

O artigo Relation between visceral fat and coronary artery disease evaluated by multidetector computed tomography pode ser lido em www.biomedsearch.com/nih/Relation-between-visceral-fat-coronary/19922936.html
  1. Radiologia Brasileira - Computed tomography in the evaluation of ...

    de
    CAS da Costa - Artigos relacionados - Todas as 3 versões
    Tomografia computadorizada na avaliação da distribuição do tecido adiposo abdominal ....Foram realizadas medidas da espessura do tecido adiposo intra-abdominal e .... Avaliação do metabolismo glicídico e da gordura visceral em adultos ...
    www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext... - Em cache - Similares