"TODA SOCIEDADE SE AFERRA A UM MITO E VIVE POR ÊLE. O NOSSO MITO É O DO CRESCIMENTO ECONÔMICO"- Tim Jackson

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

A MARCHA DA REVOLUÇÃO SOCIAL EM FEIRA DE SANTANA

Eis o caminho desenhado pelos trabalhadores. Conexão com os movimentos sociais e defesa das suas justas reinvindicações. O terreno nunca esteve tão apropriado. Não é imprescíndível uma enxurrada de recursos. São indispensáveis compromisso e ideologia.
As Centrais sindicais tem demonstrado grande capacidade de luta e de organização.O Sindicato local que comanda as negociações , cresce e se aprimora no combate. Faltam os "deputados". Estariam dispostos a enfrentar os "patrões " da construção civil? É curiosa a relação entre o capital e o trabalho: os algozes dos trabalhadores são financiados pelo Governo dos trabalhadores. Não seria adequado uma interferência dos seus representantes políticos no sentido de acelerar as negociações entre o empresariado, financiado em sua maior parte pelo Governo Federal, via Caixa Econômica, e os trabalhadores da Construção Civil? É possível que os trabalhadores não desejem intermediação. Entretanto, as negociações se arrastam e se prolongam, levando ao enfrentamento. Precisamos lembrar que estes trabalhadores que reinvindicam coisas simples e justas apoiaram o PT e os partidos dilmistas e seria justo apoiá-los.Não podemos deixar de registrar a excepcional clarividência e ostensiva participação dos militantes do PCdoB, um dos partidos da base governista que mais se coloca ao lado dos trabalhadores.OLDECIR MARQUES


video video

Nenhum comentário:

Postar um comentário