"TODA SOCIEDADE SE AFERRA A UM MITO E VIVE POR ÊLE. O NOSSO MITO É O DO CRESCIMENTO ECONÔMICO"- Tim Jackson

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

METRÔ LEVE SOBRE TRILHOS DE FEIRA DE SANTANA

As 24 maiores cidades brasileiras receberão R$ 18 bilhões para melhoria do sistema de transporte público por meio do PAC Mobilidade Grandes Cidades, projeto integrante da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento. O anúncio será feito nesta quarta-feira (16/2) pelos ministros do Planejamento, Miriam Belchior, e das Cidades, Mário Negromonte, em reunião de trabalho no Palácio do Planalto, que marcará a abertura do processo de seleção dos projetos(LEIA MAIS CLICANDO NO LINK A SEGUIR:

http://blog.planalto.gov.br/grandes-cidades-receberao-r-18-bi-do-pac-ii-para-investir-na-melhoria-do-transporte/)
Os projetos devem obrigatoriamente ser destinados a ampliar a capacidade de locomoção e melhorar a infr.aestrutura do transporte público coletivo. O investimento do governo federal -- R$ 6 bilhões diretos da União e R$ 12 bilhões por meio de financiamento – beneficiarão 39% da população do país que vive em regiões metropolitanas. Os projetos podem incluir sistemas de transporte sobre pneus, como corredores de ônibus exclusivos e de Veículos Leves sobre Pneus (VLP/BRT), e também sistemas sobre trilhos, como trens urbanos, metrôs e Veículos Leves sobre Trilhos (VLT).

Ocorreu-me no dia 06 de fevereiro de 2011, percorrendo as ruas de Feira de Santana, em direção ao bairro do Tomba,quando me pus a admirar as amplas pistas desta excepcional Av. Presidente Eurico Gaspar Dutra,sonhar com a Feira do futuro. Pus-me , então, a mentalizar um Sistema de Transporte Leve Sôbre Trilhos para Feira de Santana, cidade que conta, hoje, com cerca de 600 mil /hab (FIXOS)e que , por volta de 2020 deverá contar com cerca de 700 mil/habitantes. Naturalmente, não estamos levando em conta o fluxo VARIÁVEL de humanos nesta excepcional cidade nordestina, entroncamento rodoviário pelo qual trafegam milhares de brasileiros todos os dias.Produzi este vídeo com o meu primitivo Nokia N70. Hoje 16 de fevereiro, portanto intervalo de 10 dias, estou postando, copiando, colando, matéria do Blog do Planalto que trata exatamente de projetos de transporte de massas nas grandes cidades brasileiras, que são divididas em MOB I, MOB II e MOB III, tendo como parâmetro para investimentos federais , a quantidade de habitantes. Vidência, coincidência,mediunidade,seja lá o que for, acredito que os planejadores desta urbi, regiamente pagos pelo erário público, deveriam montar equipes multidisciplinares e começar, a pensar, de forma ousada , em termos futuristas. Feira de Santana, de ruas planas e de espaços infinitos, oferece condições excepcionais para a implantação destes projetos. Lembro que Porto Alegre está aprovando projeto de metrô (10 12 km de linhas) orçado em cerca de $ 2 bilhões. Creio que um VLT,na Dutra, não consumiria mais de $ 500 milhões. O Governo Federal financia até $280 milhões. Os Governos Estadual e Municipal financiariam a diferença. Veja o vídeo e faça críticas.Quero lembrar que a idéia de VLT para Feira é do ex-deputado Colbert Martins, habituado, em família , a grandes desafios e grandes projetos, a exemplo do Hospital Inácia Pinto dos Santos responsável, hoje, por praticamente toda a obstetrícia pública de Feira. A região agradece ao ex-prefeito Colbert Martins, que sonhou e realizou.O wagnerista José Cerqueira Neto, sonhou com o Hospital Estadual da Criança e o viu construído. Não está na hora de edificar novos sonhos?

OBSERVE A COINCIDÊNCIA DAS IMAGENS E ESPAÇOS FÍSICOS DO PROJETO DE BRASÍLIA E OS ESPAÇOS DA PRESIDENTE DUTRA. DÁ A IMPRESSÃO QUE O ARQUITEO CONHECE FEIRA DE SANTANA. UMA SIMPLES COINCIDÊNCIA?
OLDECIR MARQUES

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário